Pesquisa: Paulo Câmara cresce em todas as regiões. Já Armando cresce na Zona da Mata e Agreste

O ex-secretário e candidato ao governo de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) melhorou seu desempenho, no quesito intenção de votos, em todas as regiões do estado. O socialista saiu dos 35% no Grande Recife, divulgado na pesquisa do Ipespe na segunda-feira passada (15), para os atuais 47%. Na Zona da Mata, Câmara saiu de 31% para 43%. No Agreste, foi de 36% para 41%. O bom desempenho também foi no Sertão do São Francisco, de 29% para 35%, e no Sertão, de 24% para 29%.

Já o senador licenciado e candidato do PTB, Armando Monteiro Neto, caiu em três regiões. O trabalhista, no levantamento anterior, tinha 31% das intenções no Grande Recife, agora tem 25%. Já no Sertão do São Francisco tinha 40%, ficando com os atuais 29%. Outra perda foi no Sertão, caindo de 55% para 46%. O candidato, no entanto, melhorou seu desempenho em duas regiões: na Zona da Mata e no Agreste.

No levantamento divulgado na última segunda-feira (15), Armando tinha 22% do eleitorado da Zona da Mata. Na nova rodada da pesquisa, divulgada nesta segunda (22) pelo Diario, o candidato ficou com 28%. No Agreste, Armando cresceu sete pontos, saindo dos 32% para os atuais 39%. Ou seja, destas regiões, Armando só vence o adversário no Sertão de Pernambuco.

A Região Metropolitana do Recife é a mais densa em termos de população (40% do eleitorado); enquanto que o Sertão representa a segunda menor densidade (12%). Se o Sertão e o São Francisco for agrupado, Armando fica com a maioria, com 40% das intenções de votos lá.

Metodologia - A pesquisa Ipespe, divulgada com exclusividade pelo Diario, foi realizada entre os dias 18 e 19 de setembro. Foram ouvidas 2 mil pessoas representativas do eleitorado do estado, por mesorregiões, segundo cotas de sexo, idade e localidade de moradia. As entrevistas, face a face, aconteceram em 59 municípios. A margem de erro possível para os resultados apresentados é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, calculada dentro de um intervalo de confiança de 95,45%.

Os resultados que não totalizem 100% são em decorrência de arredondamentos ou de múltiplas alternativas na resposta. A pesquisa Ipespe foi registrada no TRE sob o protocolo nº PE-00027/2014 e no TSE sob o protocolo nº BR-00734/2014.


Paulo Câmara abre dez pontos sobre Armando

O candidato ao governo pelo PSB, Paulo Câmara, dispara na frente e lidera a segunda pesquisa Ipespe de intenção de votos em Pernambuco, divulgada com exclusividade pelo Diário de Pernambuco. Paulo Câmara tem hoje 42% da preferência do eleitorado na sondagem estimulada. O candidato do PTB, Armando Monteiro, é o segundo colocado, com 32% das intenções de votos. Na primeira pesquisa, publicada na última segunda-feira, Paulo e Armando estavam com 33%. Paulo agora abriu frente de 10 pontos.

A pesquisa estimulada é tida como a mais importante estatisticamente. Para realizá-la, os entrevistados mostram um cartão com os nomes dos candidatos e perguntam em quem o entrevistado votaria se a eleição fosse hoje.

ESPONTÂNEA E VÁLIDOS

Já na pesquisa espontânea, diante da qual o eleitor precisa lembrar de cabeça e sozinho quem pretende escolher, Paulo Câmara aparece com 35% das intenções de votos para 19% do senador Armando Monteiro.

Paulo Câmara soma hoje 56% dos votos válidos e Armando tem 42%. Ou seja, se a eleição fosse hoje, Paulo ganharia no primeiro turno no embate com Armando Monteiro.

REJEIÇÃO

Quanto à rejeição, a pesquisa diz que Armando Monteiro tem o maior índice de rejeição, com 20%; Paulo Câmara tem 12%. Armando concentra a maior rejeição entre homens, mulheres, em todas as faixas de idade, os que possuem menos e mais instrução e em todas as faixas de renda familiar.

( Diário de Pernambuco )


Participação de Renata Campos no guia de Paulo Câmara vai ao ar nesta segunda

renata campos guia

A participação de Renata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), vai ao ar no guia eleitoral do candidato ao Palácio do Campo das Princesas pela Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), nesta segunda-feira (22) à noite.

A gravação com a ex-primeira-dama foi nesse sábado (20), pela manhã e à tarde, na casa onde ela morou com Eduardo por mais de 20 anos, na Zona Norte do Recife.

LEIA MAIS
» “Eles estão engajados no sonho do pai, que também é meu sonho”, diz Paulo Câmara sobre filhos de Eduardo
» Filho de Eduardo discursa em Caetés e diz que luta contra PT e PSDB foi batalha mais dura do pai

De acordo com informações de bastidores, desde a morte de Eduardo, vítima de um acidente aéreo em agosto, durante a campanha presidencial, Renata tem participado ativamente, dando sugestões e promovendo reuniões semanais com Paulo Câmara.

A ex-primeira-dama era uma importante conselheira de Eduardo durante toda a vida e chegou a ser consultada pelo PSB para disputar a vice-presidência após a morte do marido.

Namorados desde a adolescência, os dois eram casados desde 1991 e tinham cinco filhos: Maria Eduarda, João, Pedro, José e Miguel, o caçula, nascido em janeiro deste ano.

“Tenho a sensação que tenho que participar por dois”, disse a ex-primeira-dama um dia após o velório de Eduardo, em evento em que reuniu, no Recife, a cúpula do partido.


Armando faz maratona por municípios da Mata Sul

unnamed-2

Na noite do sábado (20) o candidato a governador Armando Monteiro (PTB) caminhou pelas principais vias de Paudalho, ao lado de candidatos proporcionais da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, ex-prefeitos da região e lideranças locais, o petebista encerrou o giro por 14 cidades da Zona da Mata, que durou dois dias. Na sexta-feira (19), Armando circulou por sete municípios da Mata Sul. No dia seguinte, o postulante do PTB visitou mais sete, quase todos da Mata Norte.

Na maratona, Armando garantiu que vai levar escolas técnicas para a Zona da Mata, construir centros de exames de imagem, recuperar a malha viária, manter e ampliar o programa Chapéu de Palha e implantar um novo polo industrial, entre outras propostas.

Em Paudalho, o “arrastão 14” invadiu as principais ruas e avenidas do município. Ao som dos jingles da campanha, a multidão abriu o caminho na Avenida Confederação do Equador para que o candidato Armando Monteiro fosse saudado pela população. O trajeto percorrido foi de quase dois quilômetros e levou mais de 5 mil pessoas às ruas, terminando com um grande comício em frente ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais, no Centro. O evento, o último do sábado, começou após às 21h.

O ex-prefeito de Carpina Manoel Botafogo (PDT) enfatizou que é preciso eleger Armando como governador e garantir a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). Liderança com forte inserção na Mata Norte, o pedetista destacou ainda que o candidato do PTB é o mais preparado para liderar o novo ciclo que se abre em Pernambuco. “Governador, Paudalho saiu de casa para dizer que vai votar no senhor”, assinalou.

Ao destacar que a interiorização do desenvolvimento será uma das marcas de seu governo, Armando Monteiro sublinhou que a sua futura gestão vai encurtar as distâncias que separam os pernambucanos. “Vou trabalhar muito para dar as respostas necessárias aos problemas do Estado. E a Zona da Mata está nesse contexto. Vou lutar para o soerguimento da região, para que recupere o seu espaço de destaque na economia de Pernambuco”, afirmou.


Reforço dos Campos pode ser decisivo

 A exatas duas semanas para as eleições, qualquer voto, qualquer indeciso convertido pode fazer a diferença para assegurar a vitória nas urnas. Pensando nisso, integrantes da majoritária da Frente Popular têm visitado regiões do estado onde a influência do candidato adversário, Armando Monteiro, ainda é alta. Como parte dessa estratégia, dois reforços de peso passaram a integrar a comitiva socialista em várias agendas de campanha: dois dos cinco filhos do ex-governador Eduardo Campos, Pedro e João Campos.

Passado o período de luto pela morte do pai, os jovens passaram a acompanhar Paulo Câmara em alguns compromissos. A primeira aparição dos irmãos aconteceu no último dia 9, durante uma caminhada no bairro de Caetés I, em Abreu e Lima. A presença deles causou alvoroço entre as pessoas que participavam do evento, que faziam questão de pará-los para fotos e abraços. João, o mais velho, passou a ser figurinha carimbada em eventos do PSB.

Com a popularidade dos herdeiros em alta, a majoritária decidiu levá-los ao Agreste. Desde a última sexta-feira os dois participam de compromissos em várias cidades, que só serão encerrados amanhã. Acompanhado pelo vice na chapa, Raul Henry (PMDB), João participou de comícios em Caetés e Águas Belas no primeiro dia, enquanto Pedro estava em outro município e se juntaria depois ao grupo. No roteiro, atos em Canhotinho, Brejão, Palmeirina, Garanhuns, Calçado, Saloá, Paranatama, Iati e São João.

O peemebista reconheceu o valor que João e Pedro agregam e disse que a estratégia deve perdurar até o fim da campanha. “Identificamos que o Agreste Meridional estava precisando desse reforço. Estou me alternando com Paulo para cobrir o maior número de municípios. Eles resolveram ajudar. A presença dos dois com certeza vai ser fundamental nessa reta final”, reconheceu Raul, destacando que eles já mostram mais desenvoltura no contato com a população. “João até discursou em Caetés”, disse.

 Paulo Câmara também admitiu que a presença deles faz parte da estratégia para vencer as eleições. “É uma estratégia, sem dúvida. Nós nos dividimos, eu e Raul. Ele está no Agreste Meridional. Os meninos têm ligação com aquela região. O pai sempre gostou de ir muito ali. Eles preferiram acompanhar Raul nesse fim de semana e fatalmente no próximo eles vão estar comigo”, disse o socialista. Paulo acrescentou que Renata Campos, viúva do ex-governador, também poderá fazer parte da comitiva. “Ela será sempre bem-vinda, mas fica a critério dela”, encerrou.


Sem dar explicação, prefeitura de Sertânia suspende atividade em Albuquerque Né

OgAAAFXkFa5QeTQyiklxCYIiiR6oWZgZxmf6wHraoIiCGjRgXJ3iH2h7QeCPf2VfvNTttNmQjhfc1CzEVORYOzzEbrEAm1T1UI_qRl7l8g8S8Aj2XQrWStRtf8I5

Sem dar muitos detalhes ou explicar motivação, a Prefeitura de Sertânia  cancelou a realização do projeto Prefeitura em Ação no Distrito de Albuquerque Né, que aconteceria neste domingo (21). “A Prefeitura pede a compreensão da população do Distrito e afirma que a ação de cidadania será realizada na localidade o mais breve possível. A nova data será amplamente divulgada”, diz a nota.

O evento aconteceria na praça central do Distrito de  Albuquerque Né

Informações: Nill Junior


Mais um prefeito petista anuncia apoio a Paulo e Fernando

O prefeito de Ibirajuba, Sandro Arandas (PT), aproveitou a passagem de Paulo Câmara (PSB) na Região Agreste, neste sábado (20), para anunciar apoio à candidatura do socialista ao Governo do Estado. O gestor é mais um petista que deixa as questões partidárias de lado por reconhecer que Pernambuco deve seguir no caminho certo.

“Eduardo mudou muita coisa e a gente precisa seguir com a continuidade”, relatou Sandro Arandas, acompanhado do seu vice, Adenildo Alves (PMDB) e do ex-prefeito do município, Pedro Evangelista.

O prefeito também fez questão de ressaltar que o prosseguimento de programas e ações como o Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), elaborado por Paulo Câmara, destacam a sensibilidade que o candidato da Frente Popular tem com a questão municipalista. “É importante que se tenha mais edições”, defendeu.


Pernambuco tem a menor evasão no ensino médio

 / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Os alunos das escolas estaduais de Pernambuco são os que menos desistem de estudar durante o ensino médio. É que o Estado tem o menor índice de abandono escolar do País neste nível de educação. De acordo com o Instituto Nacional de Educação e Pesquisa Anísio Teixeira (Inep), 5,2% dos jovens matriculados no ensino médio de colégios estaduais pernambucanos largaram os estudos em 2013. O índice é o menor do Brasil, cujo percentual total é de 9,3%.

Em sete anos, Pernambuco passou da penúltima para a primeira colocação no ranking das menores taxas estaduais de abandono escolar do ensino médio. Em 2007, o Estado tinha a segunda pior avaliação do País (26ª colocação), com uma taxa de 24%. Nos anos seguintes teve uma melhora gradativa. Em 2011, já figurava na 11ª posição com taxa de 11,3%. Entre 2012 e 2013, pulou da quinta para a primeira colocação, passando de 8,4% para 5,2%. O índice atual supera até as médias regionais e a federal. A boa avaliação ainda reflete na taxa de aprovação dos alunos. Segundo o Inep, 84% desses estudantes concluíram as turmas finais da educação básica com sucesso em 2013. O índice também é o melhor do Brasil, cujo percentual de aprovação é de 78%.

Para o secretário de Educação de Pernambuco, Ricardo Dantas, o avanço é fruto de um conjunto de projetos que vêm sendo desenvolvidos para melhorar o ensino público. “As escolas estaduais estão cada vez mais atrativas, com melhorias na infraestrutura e na qualidade do ensino. Além disso, temos várias ações pedagógicas que facilitam o aprendizado e motivam os alunos a ter boas notas, como o uso de robótica nas aulas de ciências e o programa de intercâmbio Ganhe o Mundo”, acredita. A aluna do Ginásio Pernambuco Ingrid Santos, 17, concorda com o secretário. “A escola me motiva a estudar, principalmente agora no 3º ano. Ganhamos livros novos e temos aulões e simulados preparatórios para o vestibular. Além disso, os professores estão sempre nos cobrando”, conta.

A melhora no índice de abandono escolar é a segunda conquista da educação de Pernambuco neste mês: o Estado registrou o maior avanço no ensino médio na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2013, divulgada há 15 dias. “É um excelente resultado que só confirma a avaliação do Ideb. Se a escola está melhor, é natural que o aluno queira continuar nela e concluir os estudos”, declara Dantas.

No ensino fundamental, no entanto, o quadro é outro. Mesmo com um índice de abandono escolar menor que o do ensino médio (3,5%), as escolas estaduais ocupam só a 17% colocação do ranking deste nível de ensino. O secretário afirmou que o percentual é bom mesmo assim, mas vai trabalhar em parceria com os municípios para melhorá-lo.


Presidente do IBGE pode ser demitida por erros na Pnad

Ministra do Planejamento houve falta de cuidado no procedimento básico da pesquisa / Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Os erros na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), anunciados na tarde dessa sexta-feira (19), podem levar à saída da presidente do IBGE, Wasmália Bivar, responsável pelo levantamento. Na avaliação de interlocutores do governo, a presidente do instituto de pesquisa perdeu as condições de permanecer no cargo embora não tenha sido anunciada nenhuma decisão oficial sobre o seu afastamento.

 A presidente Dilma Rousseff foi informada sobre os erros na Pnad e também da necessidade de revisão na coleta dos dados, pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, antes de viajar ao Rio, onde fez campanha eleitoral. A presidente ficou muito contrariada, segundo auxiliares, e determinou a abertura de uma comissão interministerial para investigar o caso e descobrir os responsáveis pela situação, definida por ela como “inaceitável”.

A Casa Civil será a encarregada de fazer a investigação. Na quinta-feira (18), o governo havia comemorado os dados anunciados e Dilma fizera questão de destacá-los, ponto por ponto, no Palácio da Alvorada, amenizando a piora no indicador de desigualdade de renda.

Os problemas na Pnad mobilizaram o governo. Além de Miriam Belchior, mais três ministros foram convocados por Dilma a dar hoje, em entrevista à imprensa, mais explicações sobre o caso.

Em conversas reservadas, ontem, integrantes da campanha de Dilma manifestaram receio de que a correção na Pnad acabe virando um caso como a “errata” do programa de governo da candidata do PSB, Marina Silva, até hoje alvo de críticas do PT por ter corrigido pontos de sua plataforma eleitoral. O Planalto e o comitê da reeleição farão de tudo para evitar que a troca dos números seja usada pelos adversários de Dilma para desgastar a gestão do governo.

Miriam Belchior estava de licença médica ontem, mas a presidente mandou que a ministra convocasse uma entrevista coletiva, no fim do dia, após o anúncio dos erros feito por Wasmália Bivar na sede do IBGE, no Rio, para explicar o ocorrido. “Foi um erro bárbaro”, resumiu, à noite, um auxiliar de Dilma, ao lamentar o episódio e a necessidade de revisão dos índices.

A ministra disse que o governo ficou chocado com o erro. “Estamos tentando entender o que ocorreu e tomaremos medidas. Apuraremos se será necessária medida disciplinar contra responsáveis”, garantiu Miriam. “Lamentavelmente, o procedimento de checagem e rechecagem não funcionou. Acho que houve uma falta de cuidado no procedimento básico”, admitiu a ministra.


IFPE Campus Afogados realiza vestibular

VestibularO IFPE – Campus Afogados da Ingazeira informa à comunidade que foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta (19), o aviso de edital do Vestibular 2015 para quem possui o ensino médio completo e deseja concorrer a uma das vagas dos Cursos Técnicos em Agroindústria, Saneamento ou Eletroeletrônica.

Todos os cursos tem duração de dois anos e para quem concluiu o Ensino Fundamental e deseja concorrer a umas das vagas dos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio em Saneamento ou Informática, o curso tem duração de quatro anos.

O período para solicitar a isenção da taxa de inscrição será de 24 a 27 de setembro. Os  interessados deverão realizar a inscrição no site: cvest.ifpe.edu.br/vestibular2015 e de 25 a 27 de setembro entregar a documentação comprobatória no IFPE – Campus Afogados da Ingazeira.

A inscrição para o vestibular 2015 será no período de 01 a 19 de outubro no mesmo site. Outras informações podem ser obtidas no site do IFPE ou no próprio Campus pelo telefone: (87) 3211-1217.


Ângelo realiza bate-papo e caminhada com militância

01

Uma multidão, segundo informa a organização ao blog,  recebeu o deputado estadual Ângelo Ferreira no Alto do Rio Branco em Sertânia em mais um bate papo nesta quinta-feira (18).

As pessoas demonstraram o carinho por Ângelo desde a chegada dele ao local do evento que contou com a presença da ex-prefeita Cleide Ferreira e da vereadora Célia Cardoso, da cidade de Arcoverde.

03

02

Após a fala de lideranças, vereadores e de Ângelo o povo percorreu as ruas  em mais um grande arrastão que tomou as ruas em direção ao centro da cidade.


Garotinho usa a Globo para atacar a Globo

O deputado Anthony Garotinho (PR), candidato ao governo do Rio, usou espaço concedido pela TV Globo para entrevista com candidatos no telejornal ‘RJTV’ para atacar a emissora. Garotinho citou casos envolvendo a TV Globo para se defender das acusações de que é alvo.

Confira a entrevista completa: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/eleicoes/2014/noticia/2014/09/rjtv-entrevista-anthony-garotinho-candidato-ao-governo-do-rj.html

‘Acusação todo mundo tem. Agora mesmo acusaram a Globo de estar envolvida num desvio milionário com laranjas em paraísos fiscais. Eu não sei se a Globo é culpada, até acho que é. Mas é uma opinião minha, quem vai dizer isso é o juiz. Disseram que a Globo sonegou bilhões. É para ver como as injustiças acontecem. A Globo pode estar sendo vítima de uma injustiça’, afirmou o candidato.

A emissora foi multada, em outubro de 2006, em R$ 615 milhões por supostas irregularidades na compra de direitos de transmissão da Copa de 2002. Segundo fiscais da Receita Federal, a emissora fez manobras para não pagar R$ 183 milhões em Imposto de Renda. A Receita não aceitou a defesa da emissora, que, em 2009, aderiu ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) e parcelou seus débitos.

Coube à apresentadora Mariana Gross dar a posição da emissora após a entrevista com o candidato. ‘A TV Globo nada sonegou. A TV Globo paga seus impostos’. Garotinho também ironizou a emissora ao lembrar a autocrítica feita pelas Organizações Globo por seu apoio editorial à ditadura militar.


Parlamentares criam projetos de lei batizando estatais com nome de Eduardo Campos

Foto: Bernardo Soares/JC Imagem

Para homenagear o ex-governador Eduardo Campos (PSB), que faleceu no último dia 13 de agosto em um acidente aéreo, deputados e vereadores de Pernambuco propuseram oito projetos de lei para batizar obras estatais com o nome do político.

Na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) sete projetos estão em tramitação para batizar com o nome do ex-presidenciável instituições públicas e obras em andamento. Na Câmara dos Vereadores do Recife foi proposto um projeto com a mesma intenção.

Cinco dias após a tragédia que vitimou o ex-governador, o vereador Felipe Francismar (PSB), marido de Marília Arraes, prima de Campos e neta de Miguel Arraes, lançou o primeiro projeto com a proposta de rebatizar a Avenida Celso Furtado, conhecida como Via Mangue, com o nome de Eduardo Campos.

Na Alepe, sete deputados da base aliada do ex-governador apresentaram propostas semelhantes. O deputado estadual Ricardo Costa (PMDB) é autor do primeiro PL (número 2083), de 19 de agosto, que institui a categoria Mérito Político Governador Eduardo Campos entre as comendas da Medalha Leão do Norte.

João Fernando Coutinho (PSB) propôs  denominar de Complexo Turístico Portuário Governador Eduardo Campos as edificações do Porto do Recife, Terminal de Passageiros, Museu Cais do Sertão e Centro de Artesanato de Pernambuco.

Raquel Lyra (PSB), quer chamar (PL 2100) de Governador Eduardo Campos a barragem Una dos Cordeiros, em São Bento do Una.

O ex-secretário de Turismo Alberto Feitosa (PP) protocolou projeto para dar o nome de Eduardo à estatal Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur).

Waldemar Borges, líder do governo, sugere agregar o nome de Eduardo à Companhia Editora (CEPE).

Aliada de primeira hora do ex-governador, a ex- secretária de Desenvolvimento Social Laura Gomes (PSB) propôs incorporar o nome do socialista à Adutora do Agreste, que tem recursos federais.

O PL mais recente tem como autor o ex-secretário de Articulação Regional Aluísio Lessa (PSB). Agrega o nome de Eduardo ao Hospital do Câncer, que atende pelo SUS e foi reestruturado pelo ex-governador.


Não é discurso. É vida!

Do Blog do Magno

A fala de Marina Silva em Fortaleza, exibida na propaganda eleitoral da última terça-feira, mexeu com muita gente. Tocou mentes e corações, fez muitos telespectadores irem às lágrimas. Atacada de forma covarde por Dilma e sua claque, que propagam mentiras, como a de que acabaria com o Bolsa-Família, Marina fez um desabafo emocionante.

“Dilma, você fique ciente: não vou lhe combater com as suas armas, mas com a verdade, com as nossas propostas. Nós vamos manter o bolsa-família. E sabe por que?  Porque eu nasci lá no Seringal bagaço e sei o que é passar fome. Tudo que minha mãe tinha para oito filhos era um ovo e um pouco de farinha e sal com umas palhinhas de cebolinhas picadas”, contou.

Para acrescentar: “Lembro de ter olhado para o meu pai e minha mãe e perguntado: vocês não vão comer? Minha mãe respondeu: nós não estamos com fome. E uma criança acreditou naquilo, mas depois entendi que há mais de um dia que não comiam. Quem viveu esta experiência jamais acabará com o bolsa-família. Não é um discurso, é uma vida”.

A sinceridade esboçada por Marina contagiou homens e mulheres de bens, que andam chocados com as agressões que o PT e a própria Dilma vêm praticando para desconstruir a candidata socialista, por ser ela uma ameaça real de poder, a única que pode fazer uma revolução de métodos, provocando a chamada alternância de poder.

Dilma e seu marqueteiro João Santana não param de inventar calúnias, inverdades. Todos os dias há um capítulo diferente e igualmente mentiroso. O mais recente é o de que Marina vai acabar com o FGTS, o 13º salário, férias e horas extras. O PT não fala mais em propostas, a ordem é aniquilar o inimigo perigoso que bateu à porta.

É muito fácil difundir mentiras com um tempo de televisão dez vezes maior do que o do adversário. “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”, ensinou Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Hitler. É isso que o PT está perseguindo para exterminar Marina.

Mas não custa nada lembrar que Hitler exterminou a vida de mais de seis milhões de judeus.


FETRAF-PE declara apoio a Paulo Câmara

5419eaf6eb5c2.foto-wagner-ramos17.face

Em visita ao Congresso da Agricultura Familiar na cidade de Belo Jardim, o candidato ao governo de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), recebeu apoio a sua candidatura da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Pernambuco – Fetraf/PE.  A entidade, que possui representação em 152 municípios pernambucanos, também confirmou engajamento às postulações de Fernando Bezerra Coelho, ao Senado, e Marina Silva, à Presidência da República. O ato contou com presença de mais de três filiados.

“Paulo, nós estamos aqui porque confiamos e acreditamos que você trabalhará, assim como fez o ex-governador Eduardo Campos, para fortalecer a agricultura familiar em Pernambuco. O nosso apoio é baseado no que já foi feito e no que temos certeza que será feito no seu futuro governo”, declarou o presidente da instituição, João Santos.

Paulo agradeceu o apoio recebido, destacando que trabalhará arduamente para fortalecer as atividades do campo no Estado, sobretudo as realizadas em pequenas propriedades. “Só tenho a agradecer a vocês porque a agricultura familiar ajudou muito no crescimento de Pernambuco. Vocês ajudaram Eduardo, e eu vou ter a responsabilidade de avançar ainda mais para termos mais condições no campo, com locais adequados para a comercialização da produção e a infraestrutura necessária”, apontou Paulo.

O socialista apontou o desafio da universalização da água como uma das prioridades do seu futuro governo. “E eu vou ter um companheiro importante no Senado, com Fernando Bezerra Coelho, e na Presidência da República, com Marina Silva, para conquistarmos obras importantes que levem água para todo o Estado”, frisou.