No Moxotó, 04 municípios excederam o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Levantamento realizado pelo Tribunal de Contas referente ao último quadrimestre de 2017 constatou que 141 das 184 prefeituras pernambucanas (76%) excederam o limite de 54% da receita corrente líquida, com despesas de pessoal, contrariando a Lei de Responsabilidade Fiscal.

De acordo com o estudo, em 29 municípios (15%) esse tipo de despesa esteve entre o limite alerta e o limite prudencial (faixa entre 48,60% e 54% da receita). Em outros 12 municípios (6%) o percentual de despesas com pessoal se manteve abaixo do índice permitido. Duas cidades não publicaram o seu Relatório de Gestão Fiscal.

O trabalho, realizado pela Coordenadoria de Controle Externo, baseou-se nos dados extraídos dos Relatórios de Gestão Fiscal do terceiro quadrimestre de 2017, disponíveis no Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (SICONFI) do Ministério da Fazenda.

Duas cidades não publicaram o seu Relatório de Gestão Fiscal.

Na região do Moxotó, os municípios de Betânia, Custódia, Ibimirim e Manari excederam o limite estabelecido pela Responsabilidade Fiscal.

Confira o ranking dos municípios do Moxotó

Arcoverde          48,34

Betânia                 66,43

Custódia              74,05

Ibimirim               58,07

Inajá                      48,28

Manari                 60,86

Sertânia               49,37

 

Informações: TCE-PE

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

 
Scroll To Top