No NE, Ciro chega a 20% e Haddad também cresce

A primeira pesquisa Datafolha após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negar a candidatura do ex-presidente Lula (PT) e também depois do ataque a Jair Bolsonaro (PSL) apontou que, no Nordeste, parte dos votos do petista foram distribuídos, até agora, para Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT). O levantamento foi realizado nesta segunda-feira (10) e divulgado pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo.

Bolsonaro manteve os 14% que já tinha no dia 22 de agosto. Já Ciro, que agora lidera na região, foi de 14% para 20% das intenções de voto. Haddad passou de 5% para 13%.

A região era onde Lula tinha as maiores, ficando com 59% na pesquisa anterior.

Ainda registrado como vice na chapa petista, Haddad deve ser anunciado candidato à presidência nesta terça-feira (11), último dia do prazo dado pela Justiça Eleitoral para a troca do postulante pelo partido. Lula foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa por ter sido condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a uma pena de 12 anos e um mês de prisão, que cumpre na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) desde o dia 7 de abril.

Marina Silva (Rede) caiu de 19% para 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) tinha 5% e agora aparece com 7%.

Álvaro Dias (Podemos) tinha 2% e caiu para 1%. Já Henrique Meirelles (MDB) fez o contrário: tinha 1% e oscilou para 2%.

Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU), Cabo Daciolo (Patriota) e João Amoêdo mantiveram 1%.

Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram em nenhuma das duas pesquisas.

Brancos e nulos caíram de 28% para 18%. Os que não sabem passaram de 6% para 9%.

Foram entrevistados 2.804 eleitores de 197 municípios brasileiros nesta segunda-feira (10). O nível de confiança é de 95%.

Informações: Blog do Jamildo

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

 
Scroll To Top