Governo decreta situação de emergência em 62 municípios pernambucanos

O governo do estado decretou situação de emergência em 62 municípios pernambucanos em virtude da falta de chuvas. A decisão vale por 180 dias, contados a partir de hoje. O decreto 47.047, publicado no Diário Oficial de Pernambuco desta quinta-feira, prevê que os órgãos estaduais vão tomar medidas para enfrentar a estiagem na região. As ações, no entanto, não foram informadas.

As justificativas para a decisão listadas no decreto são prejuízos no setor de agropecuária da região, a queda nas reservas hídricas dos municípios e o fato da população não ter “condições satisfatórias” socioeconômicas para enfrentar a estiagem. O decreto também cita um parecer técnico, de 18 de janeiro, da Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) alertando sobre a estiagem.

Os municípios em situação de emergência são Agrestina, Águas Belas, Alagoinha, Altinho, Angelim, Belo Jardim, Bezerros, Bom Conselho, Bom Jardim, Bonito, Brejão, Brejo da Madre de Deus, Buíque, Cachoeirinha, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Casinhas, Cumaru, Cupira, Feira Nova, Frei Miguelinho, Garanhuns, Gravatá, Iati, Ibirajuba, Itaíba, Jataúba, João Alfredo, Jucati, Jupi, Jurema, Lagoa do Ouro, Lajedo, Limoeiro, Orobó, Panelas, Paranatama, Passira, Pesqueira, Pedra, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Salgadinho, Saloá, Sanharó, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caetano, São João, São Joaquim do Monte, São Vicente Férrer, Surubim, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Terezinha, Tupanatinga, Venturosa, Vertente do Lério e Vertentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

 
Scroll To Top