Secretaria de Saúde intensifica visitas domiciliares para combater focos do mosquito Aedes Aegypti em Sertânia

O verão é um período de chuva irregular e temperatura alta, o que contribui para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, facilitando assim a transmissão das doenças dengue, chikungunya e zika. Cerca de 80% dos focos são encontrados em imóveis residenciais. 

No último levantamento, Sertânia foi classificada como área de risco. O índice normal é abaixo de 1 e o município chegou a 7.9. Os locais com maior número de focos são a Vila da Cohab e a Mario Melo Nova. Diante deste fato a Secretaria de Saúde está realizando uma intensa campanha contra o Aedes Aegypti.

A Vigilância em Saúde já realizou a distribuição de telas e irá fazer uma ação de panfletagem nas ruas de Sertânia. Já os agentes de endemias estão intensificando as visitas às casas dos sertanienses para orientar a população sobre os cuidados que devem ser tomados por cada morador. Os profissionais também aplicam o larvicida onde julgam necessário com o objetivo de eliminar as larvas existentes.

A equipe está realizando ainda ação nas escolas municipais para disseminar para as crianças e adolescentes as iniciativas que devem ser adotadas para acabar com o mosquito. Além disso, a Vigilância em Saúde está distribuindo para todos os que desejarem o peixe GUP, que come as larvas do Aedes Aegypti.  O órgão fica na Avenida Agamenon Magalhães ao lado do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO).

Outros cuidados importantes referem-se ao uso constante de repelente nas áreas expostas do corpo. Se forem apresentados sintomas como febre, dor de cabeça e dor no corpo, o primeiro passo é sempre buscar atendimento médico para se obter um diagnóstico assertivo e dar início ao tratamento adequado. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018 foram registrados 266 mil casos de dengue, 87 mil de chikungunya e 8.680 de zika.

A Vigilância em Saúde de Sertânia elenca quais cuidados devemos tomar para eliminar os focos do Aedes Aegypti:

Usar terra ou emborcar pratinhos usados nas plantas; lavá-los duas vezes por semana;

Guardar pneus em lugares cobertos;

Tampar os recipientes utilizados para armazenamento de água; lavar os baldes duas vezes na semana e quando for trocar a água;

Retirar entulhos;

Tampe tonéis, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

Coloque garrafas vazias de cabeça para baixo;

Escove bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, vasos de plantas, tonéis, caixas d’água) e mantenha-os sempre limpos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top