Sertânia vivencia Setembro Amarelo; campanha será trabalhada nas escolas e UBSFs

Para disseminar a campanha Setembro Amarelo e conversar sobre o tema suicídio, o Governo Municipal de Sertânia, por meio da Secretaria de Saúde, preparou um cronograma de ações que visam esclarecer dúvidas e criar uma cultura de cuidado a saúde mental e emocional. A ideia é conscientizar para prevenir.

As atividades serão realizadas nas UBSFs e escolas do município. A proposta é que sejam compartilhados conhecimentos sobre a importância que devemos dar a nossa vida e a vida do outro. A proposta final é que cada cidadão seja multiplicador desses aprendizados para alcançarmos uma sociedade com pessoas que valorizam a existência.

Nas Unidades Básicas de Saúde da Família as atividades serão iniciadas nesta quarta-feira (11). Os profissionais do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) visitarão as UBSFs para promover rodas de diálogo, quando os pacientes que estarão aguardando pelo atendimento poderão conseguir informações sobre como prevenir o suicídio. O intuito é que o assunto deixe de ser um tabu.

O calendário de atividades nas UBSFs segue da seguinte forma: Mario Melo Nova (11/09); Vila da Cohab (12/09); Treze de Maio (16/09); Cruzeiro do Nordeste (17/09);  Algodões (18/09); Rio da Barra (19/09); Alto do Rio Branco (23/09); Ferro Novo/Ferro Velho (24/09); e Cerâmica (25/09). A intenção é contribuir de forma positiva para mostrar que assuntos como este tornam-se fundamentais quando falamos e ouvimos sobre a importância do viver.

Além das visitas aos postos de saúde, haverá na próxima sexta-feira (13) uma panfletagem no semáforo com alunos da Escola Técnica Arlindo Ferreira dos Santos (ETE).  A abordagem educativa traz informativos com dicas sobre alguns comportamentos aos quais familiares e amigos devem ficar atentos e reconhecer como sinais de alerta, identificando assim quem precisa de cuidado e ajuda especializada.  Já no dia 20 deste mês acontecerá uma reunião com familiares dos usuários do CAPS.

As atividades também vão alcançar as escolas do município. O Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) irá visitar unidades educacionais de Sertânia para atingir um dos públicos mais suscetíveis ao suicídio: os jovens. Serão discutidos temas como: comportamento suicida, fatores emocionais, redes sociais, liberdade, responsabilidade, entre outros assuntos.

Serão visitadas as seguintes escolas: Escola Técnica Estadual Arlindo Ferreira dos Santos (11/09); José Sérgio Veras (12/09); Manoel Monteiro dos Santos (12/09); Escola de Referência em Ensino Médio Olavo Bilac (16/09); Antonio Batista de Melo (17/09); Professor Jorge de Menezes (23/09); Amaro Lafayette (24/09); João Pereira Vale (24/09); Laura Alves Feitosa Chaves (25/09); e Etelvino Lins de Albuquerque (30/09).

Em Sertânia existe uma rede integrada que oferece assistência por meio de profissionais que trabalham para acolher pessoas que apresentam transtornos mentais.  O atendimento para a prevenção do suicídio pode ser feito no CAPS ou nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs).

O suicídio é considerado um problema de saúde pública. Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. Os mesmos dados ainda afirmam que, a cada ano, cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

 
Scroll To Top