Todos por Pernambuco 2019 encerra e totaliza mais de 21 mil interações com a população

Ao longo da 4ª edição, todas as 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado foram contempladas com seminários

Após percorrer as 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado, a 4ª edição do ciclo de seminários regionais Todos por Pernambuco foi encerrada nesta quarta-feira (09/10), no município de Palmares, na Mata Sul. Ao longo de mais de um mês, a caravana liderada pelo governador Paulo Câmara promoveu um ambiente de construção coletiva entre gestão estadual e população, reforçando a importância do diálogo para a estruturação de um Pernambuco cada vez mais desenvolvido.

Somando todas as rodadas do seminário, cerca de 21 mil interações, entre propostas e apoio às propostas, foram registradas. Todo o material recolhido será sistematizado, servindo como guia para a construção do Plano Plurianual (PPA), documento que contém um plano de médio prazo que orientará as ações do Governo de Pernambuco de 2020 a 2023. No final de outubro, a Secretaria de Planejamento e Gestão divulgará todos os dados consolidados do evento.

“O Todos por Pernambuco representa a presença do Estado, o processo de ouvir a população, ouvir propostas, críticas e sugestões, mas, acima de tudo, olhar o futuro, pensar o que a gente pode fazer. Com essa união, a gente pode conseguir resultados em favor do povo que realmente precisa. Isso foi feito por Eduardo Campos e está sendo feito por nós, e Pernambuco tem conseguido avançar, apesar de tantas dificuldades”, disse Paulo Câmara.

O governador afirmou ainda que o encerramento dos seminários conclui um ciclo importante para o futuro de Pernambuco. “Hoje nós somos referência na Educação; temos programas como o Pacto pela Vida, que vem reduzindo a violência em todo o Estado; o Pacto pela Saúde, que vem diminuindo a mortalidade infantil. Mas sabemos que temos muito o que fazer ainda, e a gente quer construir isso junto com o povo, avançando com todos os parceiros possíveis”, finalizou.

Criado em 2007 pelo ex-governador Eduardo Campos, o modelo de escuta popular é realizado tradicionalmente no primeiro ano de cada nova gestão estadual, promovendo um fórum participativo para definir as prioridades de cada região. “Esse é um programa que já foi premiado pela ONU, que é referência no País e que mostra a coragem do governo de vir escutar a população”, afirmou o secretário de Planejamento e Gestão e coordenador dos seminários, Alexandre Rebêlo.

Segundo ele, ao longo de todas as rodadas tem sido possível perceber uma realidade diferente em cada local do Estado, o que enriquece o processo de escuta popular. “O governador vem pessoalmente, com todo o seu secretariado, para verificar o sentimento da região e ver o que precisa ser feito, o que precisa ser melhorado. É como a gente sempre diz: quem ouve mais, acerta mais”, acrescentou Rebêlo.

Este ano, duas novidades aperfeiçoaram a maneira com que a população pôde se manifestar no Todos por Pernambuco: a criação das Ilhas de Propostas, com diversos computadores disponíveis para captar as sugestões e apoios; e a cabine de vídeo, onde cada pessoa expressa sua opinião durante 30 segundos. Outra grande inovação foi a possibilidade de participação digital por meio do site www.participa.pe.gov.br, no qual além de registrar uma nova proposta também era possível apoiar alguma sugestão já cadastrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

 
Scroll To Top