Armando Monteiro com 32% e Paulo Câmara com 28%, em situação de empate técnico

Publicado em 30/08/2014 às 12:00 por em Notícias

governador

Por Jamildo Melo, editor do Blog
Com Amanda Miranda, repórter do NE10

A segunda rodada de pesquisas do Instituto Maurício de Nassau, para o Jornal do Commercio e o portal Leia Já, mostra um empate técnico entre os principais concorrentes ao Palácio do Campo das Princesas, a pouco mais de um mês das eleições em Pernambuco.

O candidato de oposição, o petebista Armando Monteiro Neto, continua na frente com 32% das intenções de voto, na pesquisa estimulada. Na edição anterior do levantamento, no começo de agosto, o petebista contava com 37% das intenções de voto.

Pelo lado da situação, o candidato socialista Paulo Câmara aparece com 28% das intenções de voto. No levantamento anterior, somava 10% das intenções de voto. Foram impressionantes 18 pontos percentuais em três semanas.

Os organizadores do estudo informam que a situação configura empate técnico porque a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais. Nesta situação, os candidatos podem ter dois pontos acima ou abaixo.

LEIA MAIS
» Em eleição aberta para o Senado, dez pontos separam João Paulo e Fernando Bezerra Coelho
» Mostrando contradição entre eleitores, Armando é o mais rejeitado, mas também mais admirado
» Candidato socialista vai rompendo desconhecimento, mostra pesquisa
» Eduardo Campos bate Lula disparado como principal cabo eleitoral no Estado
» Por trás dos números da pesquisa do Instituto Nassau

Os candidatos Miguel Anacleto (PCB), Jair Pedro (PSTU) e José Gomes (PSOL) registaram apenas 1% cada um nas intenções de voto.

A pesquisa é a primeira divulgada após duas semanas do início do guia eleitoral na TV, em que os candidatos apresentam suas propostas e, no caso dos menos conhecidos, tentam apresentar-se ao eleitor, como é o caso do estreante socialista.

Além do guia, o principal fato de relevância no curso da campanha até o momento foi a morte do ex-governador Eduardo Campos, aliado de Paulo Câmara, no dia 13 de agosto, em um acidente de avião em Santos, no litoral de São Paulo. Os petebistas apontam essa comoção como o motor do crescimento do socialista e alguns adversários chegaram a reclamar de uso eleitoreiro do velório e sepultamento do líder socialista. Houve até uma guerra pelo uso da imagem do ex-presidenciável no Tribunal Regional Eleitoral, após a morte, no guia da TV.

As entrevistas foram realizadas nos dias 25 e 26 de agosto.

O tamanho da amostra somou 2 mil 480 pessoas entrevistadas.

A pesquisa foi contratada pelo portal de Notícias Leia Já e tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Na Justiça eleitoral, a pesquisa foi registrada sob o número PE-00018/2014, no dia 21 de agosto de 2014.

Briga por regiões

Um corte interessante de se observar no levantamento da Nassau é o das intenções de voto por região. Há seis sub-regiões pesquisadas.

Armando Monteiro Neto vence em três delas (Agreste, Sertão e São Francisco), empata em uma (Região Metropolitana do Recife) e perde em duas (Cidade do Recife e Zona da Mata) para Paulo Câmara.

O melhor desempenho de Armando Monteiro Neto se dá no Sertão, onde vence por 44% a 24%. depois, vem o Agreste (35% a 23%) e o São Francisco (32% para Armando e 27% para Paulo Câmara).

No caso do socialista, sua melhor performance ocorre na cidade do Recife (37% a 27%), possivelmente em função da boa gestão do prefeito do Recife, Geraldo Julio. Na Zona da Mata, o score é de 30% a 28% a seu favor.

O empate numérico, em 27% para cada lado, na Região Metropolitana do Recife, pode significar que a eleição virtualmente seria decidida no centro urbano, considerando que trata-se do maior colégio eleitoral entre todas as regiões.


Prefeita de Arcoverde mostra força em evento pró Paulo Câmara

Arcoverde recebe Paulo Câmara com carreata gigante

Uma carreata da Frente Popular parou a cidade de Arcoverde, no final da tarde desta sexta-feira (29). Cerca de três mil veículos acompanharam o candidato ao Governo Estadual Paulo Câmara pelas principais ruas do município. Pelos mais de 10 quilômetros pelos quais o cortejo passou, as pessoas saíam para acompanhar, aplaudir ou demonstrar apoio, portando camisas ou bandeiras amarelas. O postulante recebeu o carinho da população acompanhado da prefeita Madalena Britto e de Fernando Bezerra Coelho, que disputa o Senado.

Animado com a festa organizada pelo povo de Arcoverde, Paulo destacou que a demonstração da cidade sertaneja reflete o cuidado que a cidade recebeu do Governo do Estado, com Eduardo Campos, e que continuará recebendo, a partir de janeiro de 2015. “Sempre dissemos que, quando as pessoas começassem a nos conhecer, a saber que fomos nós que Eduardo escolheu para levar adiante as mudanças que ele iniciou em Pernambuco, nossa candidatura ia crescer. E estamos crescendo. Vamos ter uma bonita vitória em 5 de outubro, Fernando e eu, porque estamos cada vez mais unidos e mais fortes. E vamos permanecer assim até o fim”, avaliou o candidato ao Governo.

Em seu discurso, Fernando começou agradecendo ao povo de Arcoverde pela demonstração de confiança na Frente Popular. “Depois desta manifestação não tenho mais dúvidas que estamos caminhando para uma grande vitória. Vamos juntos, vamos mais unidos do que nunca, construir este novo Pernambuco”, convocou o socialista.

O evento foi o maior teste até agora do vôo solo de Madalena Brito, prefeita da cidade. Aliada dos candidatos petebistas  Zeca e Júlio Cavalcanti, que votam em Armando, Madalena decidiu pelo socialista. A decisão gerou uma nova relação de forças no Portal do Sertão. Não são poucos os que já dão como certo um rompimento definitivo entre “criador e criatura” pós pleito. Madalena foi Secretária de Zeca no final de seu segundo mandato e apoiada por ele para chegar à prefeitura.


Está difícil esvaziar o balão de Marina

A pergunta que todos no meio político fazem – e cuja resposta vale 1 bilhão de dólares para as campanhas de Aécio Neves e Dilma Rousseff – é: como desconstruir Marina Silva? Muita gente avaliou que os temas abordados na entrevista de ao Jornal Nacional poderiam ser um bom caminho. A julgar por uma extensa pesquisa qualitativa realizada anteontem por uma agência de propaganda em São Paulo, só com eleitores declarados de Marina, a resposta é não.

Depois de assistir ao JN, os entrevistados consideraram que:

*a embaraçosa questão sobre a propriedade do avião de campanha de Eduardo Campos não cola em Marina. Simplesmente porque as classes C, D e E não conseguem entender direito do que está se falando.

*A propalada inexperiência de Marina também não esquenta a cabeça dos seus eleitores. Lula, neste caso, vira a referência de alguém “sem experiência que foi bem sucedido”.

*A baixa votação que Marina obteve no Acre em 2010, tema levantado por Patrícia Poeta, não fez nem cócegas entre os seus apoiadores.

*Já a discussão sobre a “nova política”, pregada por Marina, contra a “velha política”, causou algum desconforto em seu eleitorado. Os entrevistados enxergaram ali uma certa contradição entre o discurso e a prática de Marina.

Em resumo, por enquanto está difícil esvaziar o balão de Marina. 

Informações: Lauro Jardim – Veja Online


Armando quer a tropa na rua

Dada a aproximação das eleições e a vantagem caindo para nove pontos percentuais em relação ao principal adversário Paulo Câmara (PSB), o candidato ao Governo pelo PTB, senador Armando Monteiro Neto, busca agora intensificar sua campanha nas ruas.

Em reunião realizada nesta sexta-feira (29) com lideranças políticas da coligação Pernambuco Vai ais Longe, ele definiu um cronograma de ações. A meta reforçar a campanha, sobretudo, na Região Metropolitana do Recife, local onde ainda é pouco conhecido.

“Vamos intensificar mais e mais nos municípios da RMR”, garantiu Armando, após caminhar no bairro dos Coelhos, área central da Capital, com os candidatos a vice, Paulo Rubem (PDT), e ao Senado, João Paulo (PT). No local, os integrantes da majoritária voltaram a criticar a gestão do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), que é coordenador da campanha de Câmara, pelo suposto abandono do bairro”.

“O que chama a atenção é a desatenção com a população. A alta de assistência da Prefeitura”, disparou Armando Neto, ao observar problemas como lixo espalhados pelas ruas sem coleta. Ele criticou ainda a gestão por ter abandonado a obras dos habitacionais que iriam beneficiar a população local que fora atingida recentemente por um incêndio e pelo atraso no pagamento dos auxílios para os moradores que ficaram sem teto.

Informações: Blog da Folha


Datafolha: Dilma e Marina estão empatadas

A nova pesquisa Datafolha divulgada na noite desta sexta-feira (29) aponta um empate entre a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), e a candidata do PSB, Marina Silva. Ambas aparecem com 34% das intenções de voto, contra 15% do tucano Aécio Neves.

Na pesquisa anterior, divulgada no último dia 18, Dilma tinha 36%, Marina, 21% e Aécio, 20%. Candidato do PSC, Pastor Everaldo obteve 2%, contra 3% do levantamento anterior. Os outros sete candidatos somados têm, somados, 1%. Os que disseram votar branco ou nulo atingem 7%, mesmo percentual dos que não sabem em quem votar.

O Datafolha também pesquisou dois cenários para a disputa do segundo turno. Na disputa entre Dilma e Marina, a socialista atingiu 50% contra 40% da presidente. Na pesquisa anterior, Marina tinha 47% e Dilma, 43%.

No outro cenário, a petista variou positivamente dentro da margem de erro de 47% para 48%, enquanto Aécio Neves também variou um ponto, de 39% para 40%.

Rejeição

No quesito rejeição, a presidente Dilma apresenta o maior índice. Ela aparece com 35% das citações, seguida pelo Pastor Everaldo (PSC), com 23%; Aécio Neves, 22%; Zé Maria (PSTU), 18%, Eymael (PSDC), 17%, Levy Fidelix (PRTB), 17%; e Rui Costa Pimenta (PCO), 16%. Dos entrevistados, 15% disseram que não votam em Marina Silva e Luciana Genro (PSOL). Eduardo Jorge (PV) e Mauro Iasi (PCB) são os menos rejeitados, com 14%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo e foram feitas 2.874 entrevistas em 178 municípios de todo o País, na quinta (28) e sexta (29). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00438/2014.


Secretário de Infraestrutura visita obras em Sertânia

O Secretário de Infraestrutura, João Bosco de Almeida acompanhado do Secretário Executivo de Transportes Carlos Júnior, e de engenheiros do DER, realiza nesta semana viagem aos sertões do São Francisco, Itaparica, Pajeú e Moxotó, para vistoriar as obras de infraestrutura rodoviária que estão em andamento. A passagem por Sertânia é esperada para esta quarta-feira (27) às 14:00h.

O objetivo da viagem é fazer o acompanhamento das obras que estão em execução através da Secretaria de Infraestrutura e garantir que sejam realizadas conforme o cronograma previsto.

Durante o monitoramento serão visitadas as obras da Restauração da PE 375, no trecho de Traíra, Caraibeiras a Tacaratu, com extensão de 38km, que foi iniciada no mês de julho; Implantação e Pavimentação da PE418, que liga o município de Serra Talhada até a divisa com a Paraíba, com extensão de 24km e investimento de R$30.932.152,03; A obra de implantação e pavimentação da rodovia vicinal Rio da Barra, com extensão de 12km; A restauração da rodovia PE292, no trecho do entroncamento da PE275 (Albuquerque Né), Afogados da Ingazeira a Iguaraci, com extensão de 40,27Km; Restauração da PE 275, no trecho de Tuparetama a Ambó e a Restauração da PE 280, no trecho de Sertânia a Custódia.

Restauração Da Rodovia PE 375
Trecho: Traíra/Caraibeiras/Tacaratu
Extensão: 38 Km
Vencedor da Obra: CM const. E serviços LTDA.
Valor da obra: R$ 10.156.751,87
Status: Em andamento (iniciada em julho/2014)

Implantação e Pavimentação da rodovia PE 418
Trecho:Entr. BR232 (Serra Talhada) – Sta. Rita – Divisa PE/PB
Extensão: 24Km
Vencedor da obra: Contek
Valor da obra: R$30.932.152,03
Status: Em andamento (72%Executado)

Implantação e Pavimentação da rodovia Vicinal Rio da Barra
Trecho: Acesso a Rio da Barra
Extensão: 12Km
Valor da obra: Contek
Valor da obra: R$10.957.381,26
Status: Obra iniciada

Restauração da rodovia PE 292
Trecho: Entr. PE 275 – Albuquerque Né – Afogados da Ingazeira – Iguaraci
Extensão: 40,27Km
Vencedor da Obra: Construtora Luis Costa
Valor da obra: R$ 15.480.253,23
Status: Em andamento (iniciada em julho/2014)

Restauração da rodovia PE275
Trecho: Tuparetama – Ambó
Extensão: 29,97Km
Vencedor da Obra: Andrade Guedes
Valor da obra:R$13.865.103,78
Status: Em andamento (50% Executado)

Restauração da rodovia PE 280
Trecho: Sertânia – Custódia
Extensão: 35,6Km
Vencedor da obra: Contek
Valor da obra:R$ 13.977.737,57
Status: Em andamento (95% Executado – só falta sinalização vertical)


Ângelo participa de inauguração de comitê em São José do Egito

Na noite do último sábado (23) o deputado estadual Ângelo Ferreira e o candidato a deputado federal Tadeu Alencar inauguraram o comitê da Frente Popular em São José do Egito.

Acompanhado do ex-prefeito Evandro Valadares, do candidato do PSB a prefeito do município em 2012 Eclériston Ramos e de outras lideranças, Ângelo participou de um bate-

ITAPETIM

O deputado estadual Ângelo Ferreira participou de uma reunião na noite deste sábado (23) no sítio Ambó na zona rural de Itapetim.

Ângelo acompanhado do deputado federal Gonzaga Patriota foi recebidopelo prefeito Arquimedes Machado, pelo ex-prefeito Adelmo Moura e outras lideranças da Frente Popular.

Em seu discurso, Ângelo lembrou a trajetória política do ex-governador Eduardo Campos e lamentou a morte prematura do socialista pernambucano. “Eduardo era uma das lideranças mais promissoras do país. Nós temos saudades do futuro, por não termos vivido a oportunidade de ver Eduardo presidente”.

RECIFE

Nesta quarta-feira (27), a partir das 19:00h, será inaugurado o comitê dos deputados Ângelo Ferreira (estadual) e Gonzaga Patriota (federal) no Recife. O espaço fica na rua Visconde de Albuquerque, próximo ao Laça Burger, no bairro da Benfica.


Inscrições para concurso da Secretaria de Saúde começam nesta quarta-feira

 

As inscrições para o concurso da Secretaria de Saúde de Pernambuco começam nesta quarta-feira (27). São 1.905 vagas para reforçar o quadro profissional dos hospitais da rede estadual, distrubuídas na Região Metropolitana do Recife e no Interior.

São 821 vagas para o cargo de analista em saúde. Elas estão divididas em: assistente social (43 vagas); biomédico (13 vagas); cirurgião dentista (24 vagas); cirurgião dentista com especialidade em cirurgia buco-maxilo-facial (04 vagas); enfermeiro assistencial (253 vagas); enfermeiro obstetra (77 vagas); enfermeiro uteísta (56 vagas); farmacêutico diarista (41 vagas); farmacêutico (59 vagas); fisioterapeuta motor (18 vagas); fisioterapeuta respiratório (38 vagas); fonoaudiólogo (42 vagas); nutricionista (66 vagas); psicólogo (53 vagas) e terapeuta ocupacional (34 vagas).

As outras 1.084 vagas são para o cargo de assistente em saúde. Todas as vagas são para profissionais plantonistas, a exceção do cargo de analista em saúde função farmacêutico diarista. Os profissionais de enfermagem e fisioterapia serão lotados por área de especialidade, reforçando o perfil de cada unidade hospitalar de maneira regionalizada. Para a distribuição das vagas, foram analisadas as necessidades e o perfil de cada serviço.

O concurso é organizado pela IAUPE/CONUPE. Durante a inscrição, o candidato poderá escolher a região do Estado na qual pretende atuar.

Os cargos de analista em saúde receberão um vencimento de R$ 1.518,38, com gratificação de plantão no valor de R$ 798,60. As exceções são os cargos de analista em saúde na função de cirurgião dentista com especialidade em cirurgia buco-maxilo-facial, que terá vencimento de R$ 4.599,02, com gratificação de plantão de R$ 2.915,72; e de analista de saúde função cirurgião dentista, que receberá gratificação de plantão no valor de R$ 2.134,00. Já os assistentes em saúde receberão vencimentos de R$ 724,13, com gratificação de plantão de R$ 261,35.

A maioria das vagas, 1.078, são para a I Geres, com sede no Recife. Os hospitais dessa Geres são o Barão de Lucena, Restauração, Agamenon Magalhães, Getúlio Vargas, Otávio de Freitas; Geral de Areias; Correia Picanço; Ulysses Pernambucano; Policlínica Jaboatão-Prazeres; Alcides Codeceira, em Igarassu; e Sanatório Padre Manoel, em Paulista.

As outras vagas são para o Hospital Regional José Fernandes Salsa, em Limoeiro (II Geres); Hospital Colônia Vicente Gomes de Matos, em Barreiros (III Geres); Hospital Jesus Nazareno e Hospital Regional do Agreste, em Caruaru (IV Geres); Hospital Dom Moura, em Garanhuns (V Geres); Hospital Regional Ruy de Barros Correia, em Arcoverde (VI Geres); Hospital Regional Inácio de Sá, em Salgueiro (VII Geres); Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira (X Geres); Hospital Prof. Agamenon Magalhães, em Serra Talhada (XI Geres), e Hospital Belarmino Correia, em Goiana (XII Geres).

A última vez que a rede estadual de saúde realizou concurso público foi em 2004. As inscrições podem ser realizadas no site da Upenet. O edital pode ser lido neste link.


Ataques diretos entre candidatos marcam 1º debate na TV

:

Do portal UOL

Confrontos e perguntas diretas entre os candidatos mais bem colocados nas pesquisas eleitoraisDilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e  Aécio Neves (PSDB), marcaram o primeiro debate entre os presidenciáveis, realizado pela Band na noite de terça-feira (26). O encontro foi realizado no mesmo dia em que a mais recente pesquisa Ibope mostrou Marina em segundo lugar na disputa, com 29% das intenções de voto, pela primeira vez à frente de Aécio, que marcou 19%. A presidente e candidata à reeleição continua liderando a corrida pelo Planalto, com 34%.

Ao todo, foram 10 embates diretos entre os três –quatro em perguntas feitas de candidato para candidato e seis confrontos estimulados após questões formuladas por jornalistas do grupo Bandeirantes.

Logo na primeira rodada de perguntas, os presidenciáveis mais bem colocados ignoraram os nanicos –Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV), Levy Fidelix (PRTB) e Pastor Everaldo (PSC)– e optaram pelo confronto direto. Marina perguntou para Dilma, a petista questionou Aécio e o tucano fez sua primeira pergunta para a ex-senadora.

Quando o confronto ocorreu entre Dilma e Aécio, ele ficou concentrado em torno das questões econômicas e da Petrobras, um dos alvos preferidos da campanha tucana.

Os choques entre Dilma e Marina foram marcados por questões como a cobrança de ações para atender demandas populares dos protestos de junho de 2013 e as diferenças de perfil entre a ‘gerente Dilma’ e os ‘estrategistas FHC e Lula’.

Já o enfrentamento entre Aécio e Marina se deu na arena da coerência política –como a recusa da pessebista de estar no palanque dos tucanos em SP–, o agronegócio e as críticas indiretas a Dilma sobre o aparelhamento da máquina pública.

Aécio cobra desculpas de Dilma pela gestão da Petrobrás

‘A senhora não quer aproveitar esse tempo para pedir desculpas ao povo brasileiro?’, disse Aécio, ao atribuir à presidente a queda do valor de mercado do estatal.

Quando teve chance de responder a Aécio, Dilma não poupou o tucano de críticas à gestão econômica do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, cujo segundo mandato foi marcado por ‘medidas impopulares’, como altos juros e altos níveis de desemprego.

”O governo do PSDB quebrou o Brasil três vezes e foi ao FMI (Fundo Monetário Internacional). Propôs que não se desse aumento de salários e tivemos redução salarial nesse período. O seu partido cortou salários e fez ‘tarifaços”, afirmou a presidente-candidata. 

Durante o debate, Aécio tomou uma atitude incomum durante encontros desse tipo: afirmou, durante as considerações finais, que Armínio Fraga, ex-ministro de FHC, será seu escolhido para ocupar a pasta da Fazenda, caso seja eleito presidente.

O anúncio coincide com o momento em que Marina o ultrapassa nas pesquisas e faz sinalizações que agradam o mercado, como prometer a independência do Banco Central. ‘Fiz questão de dizer qual é o caminho que vou seguir, já antecipando a indicação, se vencer as eleições, de Armínio Fraga para o Ministério da Fazenda, porque isso sinaliza na direção daquilo que o Brasil mais precisa: resgatar sua credibilidade e criar um ambiente de tranquilidade para que os investimentos voltem’, disse após o debate.

Em outro momento, o tucano ainda chamou de ‘bolivariano’ o decreto dos conselhos populares, que obriga órgãos do governo a fazer consulta pública antes de decidir temas de interesse da sociedade civil. Dilma minimizou as críticas e respondeu que, ‘se plebiscitos forem instrumentos bolivarianos, então a Califórnia pratica o bolivarianismo’.

Marina usa protestos de junho de 2013 para atacar gestão Dilma

Lançada ao posto de presidenciável do PSB após a morte de Eduardo Campos, Marina Silva começou o confronto direto quando perguntou a  Dilma sobre os pactos propostos após os protestos de junho de 2013, entre eles questões como a reforma política defendida pelo PT.

Marina ainda afirmou que Dilma distribui cargos para agradar aliados e, provocada por um jornalista, criticou a estratégia da presidente de se chamar de ‘gerente’. ‘O Lula não foi gerente, foi um homem de visão estratégica. O FHC não é um gerente, é um acadêmico com visão estratégica. Hoje o Brasil vai ser entregue em condições piores do que quando foi entregue à presidente, que se diz uma gerente. Nós vamos diminuir ministérios sem perder os que são estratégicos’, afirmou.

Em sua réplica contra Marina, Dilma devolveu a questão à candidata do PSB perguntando quais pastas seriam extintas. ‘Acredito que as pessoas têm sim que ter visão estratégica. Agora, um presidente, quando tem que lidar com todos os problemas do país, tem que fazer gestão. No Presidencialismo, o presidente tem de resolver os problemas de gestão’.


Armando Monteiro tem 38% e Paulo Câmara, 29%, diz Ibope

 

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Armando Monteiro (PTB) com 38% das intenções de voto para o governo de Pernambuco, seguido de Paulo Câmara (PSB), com 29%. Os candidatos Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB), Pantaleão (PCO) e Zé Gomes (PSOL) aparecem com 1% cada.

No levantamento anterior realizado pelo instituto, em julho, Armando Monteiro aparecia com 43% e Paulo Câmara, com 11%. Encomendada pela TV Globo, a pesquisa é a segunda do Ibope após o registro das candidaturas.

Confira abaixo os números do Ibope para a pesquisa estimulada, em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado:

Armando Monteiro (PTB): 38%
Paulo Câmara (PSB): 29%
Jair Pedro (PSTU): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 1%
Zé Gomes (PSOL): 1%
Brancos e nulos: 13%
Indecisos: 16 %

Rejeição
O Ibope também pesquisou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Confira abaixo:

Zé Gomes (PSOL): 33%
Pantaleão (PCO): 32%
Jair Pedro (PSTU): 24%
Miguel Anacleto (PCB): 23%
Paulo Câmara (PSB): 19%
Armando Monteiro (PTB): 17%
Poderia votar em todos: 12%
Não sabe ou não respondeu: 27%

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 25 de agosto. Foram entrevistados 1.512 eleitores em 69 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) sob o número 00019/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR00424/2014.


Em 2º turno, Marina venceria Dilma por 45% a 36%

 / Fotos: JC Imagem

Pesquisa Ibope encomendada pelo Estadão e pela TV Globo mostra que a nova candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, venceria a presidente Dilma Rousseff (PT) num eventual segundo turno se as eleições fossem nesta terça-feira (26). Nesse cenário, Marina tem 45% das intenções de voto contra 36% da petista. Brancos e nulos são 9% e indecisos, 11%.

 Em um eventual segundo turno contra Aécio Neves (PSDB), a presidente teria 41% das intenções de voto contra 35% do tucano. Brancos e nulos são 12% e indecisos, 12%.

No levantamento anterior do Ibope, feito entre 3 e 7 de agosto, ainda com Eduardo Campos como candidato do PSB, Dilma vencia seus dois principais oponentes. Quando o adversário era Aécio Neves, a petista tinha 42% contra 36% do tucano. Na simulação contra Eduardo, Dilma tinha 44% das intenções contra 32% do pessebista.

Na primeira pesquisa a considerar Marina como candidata, feita pelo Datafolha entre 14 e 15 de agosto, Marina aparecia à frente de Dilma, mas dentro da margem de erro: 47% a 44%. Quando o adversário da presidente era Aécio, a petista tinha 47% das intenções ante 39% do tucano.

A pesquisa Ibope foi realizada entre 23 e 25 de agosto, por encomenda da Rede Globo e do jornal O Estado de S. Paulo. Foram feitas 2506 entrevistas em todo o País. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, em um nível de confiança estimado de 95%. Ou seja, se fossem feitas 100 pesquisas idênticas a esta, 95 deveriam apresentar resultados dentro da margem de erro. A pesquisa foi registrada na Justiça eleitoral com o número BR-428/2014.


ETE de Sertânia oferece 80 vagas em cursos a distância

A Secretaria de Educação e Esportes do Estado (SEE) abriu 5.670 vagas em cursos técnicos a distância, sendo 5.090 para estudantes a partir do 2º ano do ensino médio de escolas públicas ou privadas (EAD-PE) e 580 para servidores administrativos de escola pública (Profuncionário).  As inscrições acontecem exclusivamente no site da secretaria até o dia 28 deste mês.

Para a ETE Arlindo Ferreira dos Santos, em Sertânia, estão sendo oferecidas vagas para Administração, Recursos Humanos, Informática e Segurança do Trabalho, com 20 vagas para cada curso.

Na inscrição, o candidato deve agendar a data da prova objetiva, necessariamente entre os dias 1 e 10 de setembro. As matrículas acontecem de 17 a 23 de setembro para estudantes, e de 22 a 23 do mesmo mês para servidores, de acordo com o curso selecionado.

Confira aqui o edital 


Marina divulga programa gravado com Campos

A candidata à Presidência da República pela coligação Unidos pelo Brasil, Marina Silva (PSB), divulgou o primeiro programa de tevê que iria ser utilizado na chapa ainda composta com o ex-governador Eduardo Campos. O socialista faleceu na última semana, vítima de um acidente aéreo em Santos (Sp).

No programa, Eduardo Campos relata que tentaram “calar a voz” de Marina com o não registro do partido Rede Sustentabilidade. Já a ex-senadora comenta sobre o revezamento do PT e do PSDB no Governo Federal.


Perícia diz que turbinas de jato de Eduardo Campos operavam bem na hora da queda

Foto: AFP

Foto: AFP

Estariam em perfeitas condições na hora da queda as turbinas do jato Cessna Citation que caiu no último dia 13 matando o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, que era candidato à Presidência da República, e outras seis pessoas, na cidade de Santos, no litoral de São Paulo. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, um teste realizado na oficina Pratt & Whitney, que fabricou o motor, mostrou que não havia sinais de pássaros nas turbinas ou de qualquer colisão com o motor.

O teste também mostrou que não havia sinal de fogo nos motores. Os peritos investigavam a hipótese de que a aeronave tivesse caído devido a falta de funcionamento das turbinas. Se as duas estivesse avariadas, elas colocariam o jatinho em risco de queda.

A investigação agora deve se guiar para a hipótese de falha humana. É possível que no procedimento de arremetida, quando os pilotos tentaram pousar no Aeroporto de Santos e não conseguiram, eles tenham sofrido de desorientação espacial. Nesse caso, o piloto pode dar comandos errados e perder o controle do avião, o que é chamado de “estol”.

Outra possibilidade é a de que os pilotos tenham acionado o “flap”, mecanismo nas asas que aumenta a sustentação do avião, em alta velocidade. Segundo o manual apresentado pela Cessna, o procedimento faria com que a aeronave apontasse o nariz para baixo. Há um mecanismo que proteje o efeito; mas ele pode ter falhado.