Muita gente de olho na vice em Afogados, Tabira e Serra Talhada

Patriota-e-Totonho

Por Anchieta Santos

Em alguns municípios do Pajeú como Afogados da Ingazeira, Tabira e Serra Talhada, dificilmente as chapas governistas serão repetidas em 2016, diante das crises vivenciadas por prefeitos e vices.

Em Afogados da Ingazeira, alguns nomes sonham com a vaga da Dra. Lucia Moura. Entre os citados hoje para compor a chapa com o Prefeito José Patriota, estão Augusto Martins, Daniel Valadares, Edmilson Policarpo e Eraldo Feijó.

A Tatiana-Duarte

Em Serra Talhada, o Prefeito Luciano Duque procura um nome para o lugar de Tatiana Duarte, depois do rompimento que o blog noticiou em primeira mão a contragosto  da vice.

No páreo estão os vereadores Jose Raimundo (PTB), Marcio Oliveira (PTN) ou um quadro que pode até ser indicado por outro grupo, como o de Augusto César por exemplo.

Em Tabira o prefeito Sebastião Dias não fala em reeleição, mas depois do sucesso de seus candidatos na eleição estadual em seu município, ele deverá disputar outra vez.

Sebasti_o_e_Genedy_r

Brigado com a vice Genedy Brito, o poeta tratará de encontrar um substituto. Comentários dão conta de que o ex-prefeito Josete Amaral que mesmo sendo o maior nome do grupo não indicou ninguém para a chapa atual, poderia agora sugerir o nome do vice.

Para oxigenar a chapa do poeta dois nomes são lembrados o advogado Marinho Amaral, sobrinho de Josete, ou o atual secretário Flávio Marques, de forte influência na atual administração.

Informações: Blog de Nill Junior


Sertânia terá Comitê Gestor do Programa Água para Todos

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf)  vai realizar, nesta quinta-feira (29), às 9h, na Câmara de Vereadores de Sertânia, uma reunião para a formação do Comitê Gestor Municipal do Programa Água para Todos, desenvolvido pelo Governo Federal.

Entre as atribuições do Comitê, que será formado por representantes da sociedade civil organizada e do poder público, estão o auxílio na seleção das comunidades a serem beneficiadas com cisternas de consumo (água para beber, cozinhar e escovar os dentes) ajudar na organização de cursos de gestão de água e manter o controle social sobre as ações locais do Água para Todos.


Acidente 2:PSB reitera que só se posicionará após a divulgação dos laudos oficiais pelos órgãos encarregados de apurar queda de avião

psb

O PSB divulgou, na tarde desta segunda-feira (26), nota em que confirma o que já afirmara há dez dias: não fará qualquer pronunciamento sobre notícias que tenham sido ou venham a ser veiculadas trazendo supostas conclusões do acidente que matou o ex-governador Eduardo Campos. Confira a nova nota:

A Direção Nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB) reitera nota divulgada no dia 16 de janeiro de 2015, na qual informa que está acompanhando com toda a atenção as investigações promovidas pela Aeronáutica e pela Polícia Federal para apurar as causas do desastre aéreo de 13 de agosto do ano passado, que vitimou o ex-presidente Eduardo Campos, Pedro Valadares Filho, Carlos Augusto Ramos Leal, Alexandre Severo, Marcelo Lira,  Marcos Martins e Geraldo da Cunha, esperando que seja feito com todo o rigor técnico.

A Direção Nacional do PSB informa ainda que não fará qualquer pronunciamento sobre notícias que tenham sido ou venham a ser veiculadas trazendo supostas conclusões ou mesmo análises parciais dos fatos, aguardando a divulgação dos laudos oficiais pelas instituições encarregadas das apurações.

Brasília, 26 de janeiro de 2015
Comissão Executiva Nacional.


Sábado é dia do 9º Baile Municipal em Arcoverde

Neste sábado, Arcoverde vai frevar no Baile Municipal 2015, que vai comemorar a sua 9ª Edição. O evento vai ser realizado mais uma vez no Esporte Clube, no dia 31 de janeiro, e os portões serão abertos a partir das 23 horas.

Na programação, teremos atrações como Elba Ramalho e a Orquestra Super Oara, que prometem animar o público. A decoração, que é assinada pelo artista plástico Suedson Neiva, contará a história de antigos carnavais arcoverdenses, com muita cor e adereços alusivos ao Reinado de Momo como sombrinhas e fitas, sem esquecer de fotos dos blocos homenageados: Lambaia, Skina, Coça-Coça, Jurema, Acauã, Tapajós, Roscof e Estrela Nordestina.

Já estão sendo feitos os últimos reparos no clube, para que possa proporcionar mais segurança e limpeza aos foliões. Tudo para que a festa fique impecável no dia e todos possam se esbaldar e brincar como os carnavais de antigamente.


Defensoria do Estado vai realizar concurso para área administrativa em 2015

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco deve realizar mais um concurso público no segundo semestre de 2015, conforme informou, ao jornal Folha de Pernambuco, o defensor público geral do Estado, Manoel Jerônimo. As oportunidades serão destinadas ao quadro administrativo e operacional do órgão. Além disso, o jurista anunciou que irá convocar 80 novos defensores a partir de julho deste ano (60 a mais do que foi oferecido no quadro de vagas do último processo seletivo para a função, aberto em 2014).

O certame para provimento do cargo de defensor está em andamento. Os candidatos ainda estão realizando a prova oral, outra etapa da seleção, organizada pela Fundação Carlos Chagas (FCC). “Desejamos contratar mais 620 analistas e 120 técnicos”, disse Manoel Jerônimo. Atualmente, o déficit na defensoria é de 300 servidores. Há apenas 12 para atender a todos os 31 mil reeducandos encarcerados em presídios pernambucanos.

Dos 80 novos defensores a serem nomeados no próximo semestre, 30 devem atuar nas 25 unidades prisionais de Pernambuco. Isso vai acelerar processos criminais e ajudar a reduzir a superlotação carcerária, um dos motivos que provocaram a rebelião do Complexo do Curado na última semana. Os demais serão encaminhados ao interior de Pernambuco.

Temporários

Diante do quadro reduzido de defensores, o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, anunciou a contratação temporária de 20 advogados. Manoel Jerônimo explicou que não pode chamar os concursados antes do mês de julho e que há necessidade de suprir a demanda imediatamente. “Poderemos nomear os concursados apenas em julho e não poderíamos dar o suporte agora”, declarou Jerônimo. Ele explicou que até as novas convocações, os temporários auxiliarão no adiantamento dos processos.

A atitude do Governo não agradou Associação dos Defensores Públicos de Pernambuco (Adepepe). Segundo o presidente da entidade, Edmundo de Siqueira Campos, a medida é apenas um paliativo.


Acidente: Família de Eduardo Campos informa que só se pronunciará após a conclusão de todas as investigações

Por meio do seu advogado, a família Eduardo Campos informou, em nota, que só se pronunciará a respeito das informações da Aeronáutica sobre o acidente que vitimou o ex-governador após a conclusão das investigações. Confira:

Com referência à reunião convocada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), realizada nesta data, presentes os familiares das vítimas do acidente aéreo do dia 13 de agosto de 2014, a família de Eduardo Campos, por seu advogado, esclarece:

- que apenas se pronunciará a respeito do assunto após a conclusão de todas as investigações atualmente em curso.

Brasília / Recife, 26 de janeiro de 2015.

José Henrique Wanderley Filho
Advogado da família de Eduardo Campos


Paulo Câmara recebe garantias de ministro da saúde

Em reunião com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, nesta segunda-feira (26), em Brasília, o governador Paulo Câmara (PSB) recebeu sinalizações positivas sobre os recursos para a ampliação e custeio da rede materno-infantil, como a construção do Hospital da Mulher do Agreste, em Caruaru e da UTI neonatal do Hospital Agamenon Magalhães (Hospam), em Serra Talhada. De acordo com o socialista, o Estado conseguirá cumprir seus compromissos com o setor.

“Vamos manter o investimento de 15% na Saúde, bem acima do que é definido pela Constituição, que é de 12% do orçamento do Estado”, garantiu Câmara.

A construção do Hospital da Mulher do Agreste atingiu 50% da obra. A unidade, que tem investimentos de R$ 47 milhões, terá atendimento de urgência e emergência 24 horas em média e alta complexidades; nas especialidades de ginecologia e obstetrícia. Contará com 158 leitos, sendo 45 de UTI (neonatal e adulto). Já o Hospam, em Serra Talhada, vai ganhar uma Unidade de Terapia Intensiva neonatal e passará por reestruturação para atender os casos de alto risco, transformando-se no Hospital da Mulher do Sertão.

O Estado também conta com nove unidades de Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAEs) em funcionamento e trabalha para a inauguração de outros equipamentos.

As UPAEs funcionam nos municípios de Petrolina, Garanhuns, Caruaru, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Salgueiro, Arcoverde, Belo Jardim e Limoeiro. Ainda serão abertas novas unidades em Abreu e Lima, Carpina, Escada, Goiana, Palmares e Ouricuri.

O ministro deve visitar o Estado para conhecer as UPAEs de perto no final do mês de fevereiro. Ele ainda prometeu dar atenção à rede de urgência e emergência da II Macrorregional de Saúde, que abrange todo o Agreste pernambucano. Na região, Câmara pediu destaque para o Hospital São Sebastião.

“Vamos focar nas áreas de maior impacto, de maior demanda para a população”, prometeu Chioro.


Pilotos de Campos não tinham treinamento adequado, diz Cenipa

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) confirmou a informação antecipada pelo jornal O Estado de S.Paulo de que a tripulação que transportava o presidenciável Eduardo Campos não havia realizado o treinamento de transição para operar o modelo Cessna 560 XLS+. Investigação conduzida por um equipe de 18 integrantes também constatou que o avião fez um procedimento de aterrissagem diferente, uma espécie de “atalho”, do que é recomendado.

As investigações preliminares indicam não haver indícios de falha técnica no avião, que caiu no dia 13 de agosto do ano passado no bairro do Boqueirão, em Santos, matando 7 pessoas. A partir de agora a ênfase será dada na análise de fatores humanos e operacionais.

O investigador encarregado, tenente coronel Raul de Souza, evitou falar em falha humana. Admitiu que o tanto piloto Marcos Martins quanto copiloto Geraldo Magela Barbosa não tinham a proficiência requisitada. Ele, no entanto, disse ser necessária avaliar o quanto essa deficiência foi determinante para o acidente. Mesmo assim, o Cenipa recomendou que a Agência Nacional de Aviação Civil verifique se as tripulações habilitadas para voar o modelo modelo Cessna 560 XLS+ no Brasil tenham recebido o devido treinamento. “Cabe à Anac adotar os procedimentos para eliminar qualquer condição de risco”, disse.

Em entrevista coletiva nesta tarde, os investigadores revelaram que o piloto tinha condições de efetuar a aterrissagem na manhã do acidente, apesar das condições climáticas. O piloto, no entanto, fez uma aproximação no Aeródromo de Santos diferente do recomendado. As investigações não indicam falha técnica na aeronave.

Informações: Estadão Conteúdo


Prefeitura de Itapetim inicia recadastramento do Programa Bolsa Família

Recadastramento-do-Bolsa-Familia-em-Itapetim-4

A Prefeitura de Itapetim, através da Secretaria de Ação Social, inicia, na próxima segunda-feira (02/02), o recadastramento dos beneficiários do Programa Bolsa Família.

Segundo a coordenadora do Cadastro Único, Eliane Cavalcante, a atualização é obrigatória e atende determinação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. “O objetivo é evitar que benefícios sejam cancelados por falta de cadastro”, explicou.

Ainda de acordo com Eliane Cavalcante, o recadastramento ocorrerá através de agendamento, devendo o beneficiário se deslocar até o setor do Programa Bolsa Família, onde será disponibilizada a relação de documentos necessários para a atualização.

Os beneficiários com cartões de NIS com numero final 1 e 2 terão que atualizar os dados cadastrais no mês de fevereiro. Em março, abril, maio e junho será a vez daqueles que possuem numeração final 3 e 4, 5 e 6, 7 e 8 e 9 e 0, respectivamente.


Porque a Assembleia Legislativa é a casa do povo!

Por Edilson Silva*

Definimos nossa candidatura à presidência da ALEPE. As razões que nos impulsionam nesta caminhada tem a ver com a defesa da República, sobretudo no quesito da independência dos Poderes e da nossa Constituição Estadual; com a defesa da transparência na gestão da Casa de Joaquim Nabuco e a defesa da máxima horizontalidade na relação da Mesa Diretora com o conjunto dos parlamentares; com a defesa de uma Assembleia Legislativa forte, dotada de quadros de carreira, concursados, capazes de agir como servidores públicos do Estado, subordinados aos interesses maiores da sociedade; e tem também a ver com a defesa de uma Assembleia Legislativa permeável à verdadeira participação popular, que convide e convoque a população a se pronunciar diante de temas que lhe são caros.

Essas razões, portanto, definem quatro eixos ordenadores de nossa candidatura: mudança na relação do Legislativo com o Executivo; mudança na relação dos deputados com a Mesa Diretora; mudança da relação dos servidores do legislativo com a instituição ALEPE; e mudança da relação ALEPE com a sociedade.

Elencamos estes eixos e razões porque fazemos uma avaliação critica do funcionamento da ALEPE exatamente nesses pontos. A Casa de Joaquim Nabuco tem se transformado numa extensão submissa dos interesses do Palácio do Campo das Princesas, com a presidência da Mesa Diretora se colocando publicamente como leal a tais interesses.

A Constituição Estadual vem sendo violada ao sabor de casuísmos e interesses privados. A Assembleia Legislativa está em flagrante ilegalidade quando não possui um portal de transparência que permita à sociedade acompanhá-la e fiscalizá-la.

Existe uma assimetria injustificável entre os deputados no interior da ALEPE, quando determinadas funções e cargos geram abismos entre as estruturas de trabalho disponibilizadas para uns e para outros no trabalho parlamentar. Acreditamos que é necessário que cada parlamentar tenha, sim, uma cota de funcionários comissionados para servir ao seu mandato, mas cremos mais ainda que o excesso de comissionados em relação aos servidores efetivos e concursados da Casa não atende a princípios republicanos, o que é o caso concreto hoje na Assembleia.

Vemos a ALEPE hoje distante da sociedade, com a população afastando-se cada vez mais desta Casa, o que só faz aumentar a ojeriza desta sociedade em relação aos políticos, à política e, perigosamente, à democracia. O processo eleitoral e seu ritual democrático não conferem, por si sós, garantias de legitimidade para uma democracia. Em tempos de rebeldias populares por mais direitos, é de bom alvitre que se perceba que a participação popular no fazer político do dia a dia é também um direito de todos os cidadãos e cidadãs.

Mas será comum encontrar nesta nossa caminhada aqueles que se apresentarão incrédulos diante do que colocamos. A estes, sobretudo, lhes convidamos para mirarem-se nos exemplos do Papa Francisco. Francisco nos inspira e nos ensina – segue ensinando, e que siga por longa data a fazê-lo – sobre a força que têm os atos de coragem e a transformação que se concretiza nas pessoas que nos rodeiam quando a sinergia do que dissemos de bom e do bem se encaixa naquilo que praticamos.

O Papa Jesuíta, franciscanamente, tão rico nas palavras e nas ideias, foi dormir nos aposentos dos mais humildes. Dispensou sua copa rica e foi comer com estes mesmos humildes. Abriu mão de carros de luxo e se desloca em carros populares. Abriu sua igreja para temas difíceis, como o casamento entre pessoas do mesmo sexo e o aborto. Combateu o assédio moral no Vaticano. Enfrentou e enfrenta na claridade do dia a questão da pedofilia na sua Igreja. Foi rígido com as sabidas ingerências no Banco do Vaticano. Pregou e praticou o ecumenismo, aproximando religiões. Sim, o Papa Francisco nos serve de inspiração e para nos mostrar que mesmo instituições milenares são permeáveis às necessárias mudanças. Vejo nele um exemplo concreto a ser seguido na política. Um exemplo que transformou a face de sua igreja frente à sociedade mundial quase que como da água para o vinho, quase que do dia para a noite.

Estamos muito convictos que com estas inspirações e motivados por estas razões e objetivos, nossa candidatura já nasce vitoriosa. É com este arcabouço que vamos dialogar com a sociedade e com os nossos colegas parlamentares, pedindo não só o seus votos para a nossa postulação, mas antes de tudo para que reflitam sobre o que estamos levantando, pois independente do resultado da eleição para a Mesa Diretora, devemos continuar, sempre, perseguindo ideais que fortaleçam a democracia, a liberdade, os princípios republicanos e o papel insubstituível que cumpre a nossa Assembleia Legislativa de Pernambuco.

*Edilson Silva é presidente do PSOL-PE e deputado estadual eleito em 2014


Há 18 anos Cruzeiro do Nordeste entrava para a história do cinema com o filme Central do Brasil

Uma gente de sotaque chiado disparava flashes por um lugar ermo do mapa brasileiro. O endereço é a encruzilhada da BR-232 com a PE-265, quase parada obrigatória dos forasteiros, mais conhecida como Cruzeiro do Nordeste – vilarejo nos arredores de Sertânia, município a cerca de 300 quilômetros do Recife. Ali, o roteiro de Central do Brasil, pensado pelo diretor Walter Salles, encontrou-se com as casinhas estreitas e abençoadas pelas mãos da estátua de “Padim” Padre Cícero.

“Cruzeiro do Nordeste foi escolhida depois de percorrermos cerca de 10 mil quilômetros entre Bahia, Ceará e Pernambuco. Nos encantamos pela cidade, a geografia, as casinhas e a gente”, diz, hoje, a produtora da película, Elisa Tolomelli. No final de janeiro de 1997, aquele pedaço de Pernambuco iria se “travestir” de Bom Jesus do Norte, nome fictício de um dos longas brasileiros com maior projeção internacional – e o único do país a ser indicado ao Oscar em duas categorias fortes: melhor filme estrangeiro e melhor atriz.

O jornalista Vinícius de Brito (Neto do sertaniense Paulo Brito) do Diário de Pernambuco fez uma matéria especial sobre os 18 anos de filmagem em Cruzeiro do Nordeste.

CLIQUE A AQUI E CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA.


Algodões: população sofre com abandono do governo municipal

Os moradores do povoado de Algodões reclamam do abandono que o lugar vem sofrendo por parte da prefeitura do município de Sertânia. Segundo informações da população, a ausência de ações da prefeitura esta gerando inúmeros transportarmos para os que moram naquela localidade. Em um curto passeio pelo lugar já dá pra confirmar o que denunciam os moradores.

Sem manutenção, os bancos da praça estão soltos e o local há muito tempo não recebe uma manutenção. Não há coleta, e o lixo esta tomando de conta do posto dos Correios.

O abandono também chega ao anexo da Escola Municipal Laura Chaves. As telhas estão caindo e o murro da unidade escolar desmoronou. Na quadra esportiva, além do visível abandono, as traves de metal foram substituídas por varas de madeira.

Na zona rural da região de Algodões, como em outras tantas localidades do município, os poços prometidos pelo prefeito Guga Lins durante a campanha eleitoral não foram perfurados, e, segundo moradores, a situação fica mais delicada porque não há abastecimento de água através e carros-pipa.

Na saúde, a situação não é diferente, os moradores afirmam que o posto está sem serventia, já que faltam medicamentos e médicos para atendimento a população; e dejetos de um esgoto estourado correm a céu aberto, piorando, ainda mais, a triste realidade dos que moram em Algodões.


Minitransposição para garantir o abastecimento do Agreste

Com a situação climática longe de ser revertida, a região do Agreste é uma das mais afetadas pela falta de chuva. Sem previsões no curto prazo, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e o Governo de Pernambuco vão pleitear R$ 25 milhões de recursos federais para construção de um canal de transposição com intuito de socorrer os municípios, que sofrem com o racionamento, e preservar a barragem de Jucazinho, uma das mais afetadas pela estiagem. Atualmente, ela é responsável por alimentar 14 municípios e está com 13,6% da sua capacidade.

De acordo com o diretor Regional do Interior da Compesa, Leonardo Selva, a ideia do projeto é que a água seja transportada do Carmevô, rio perene localizado entre Bonito e Palmares, para Barragem do Prata, situada entre Bonito e Agrestina. “Cerca de 500 litros por segundo de água serão levados através de uma adutora (a ser construída) para o Prata, aumentando a vazão de regularização”, explicou Selva. De lá, a água seguirá, por meio de um canal já existente, para Caruaru, quando outras cidades, co­mo Bezerros, São Caetano e Santa Cruz do Capibaribe, poderão também receber o líquido. Todas elas estão em rodízio de água.

Hoje em dia, a barragem do Prata já encaminha a mesma quantidade, mas, quando – e se entrar em operação -, a ideia é abastecer Caruaru, e demais municípios, em mil litros por segundo de água, ao todo. “Vamos mandar a água para cidades vizinhas através de plataformas já implantadas, como por sistemas de interligações”, justificou o diretor.

Para isso se concretizar, uma comitiva, com o presidente da Compesa, Roberto Tavares, e com o secretário de Desenvolvimento Econômico (Sdec), Thiago Norões, segue para o Ministério da Integração Nacional amanhã. Na ocasião, os representantes vão apresentar uma nota técnica e pedir o repasse “emergencial”. O valor será usado para construção da adutora e duas estações elevatórias. Projetada para ser feita em tipo “tubulação de engate rápido”, a obra terá extensão de 30 quilômetros (km), podendo ser concluída em três meses.

Segundo Selva, se nada for feito, ou seja, se deixar Jucazinho na mesma situação de ho­­­­je, com a retirada de 1,2 mil litros de água por segundo, a reserva disponível só durará até outubro deste ano. Se o Gover­­­no Federal concordar, dando a possibilidade de preservar a barragem, o volume existente poderá chegar até o ano que vem e o atendimento aos demais 13 municípios terá um alcance mais linear e eficien­­­­­te. Jucazinho, atualmente, é responsável por abastecer Caruaru com 800 litros por segundo.

Essa é uma solução, na opinião do diretor, enquanto a Adutora do Agreste não chega. Prevista para 2017, essa obra é a solução para 68 municípios da região. Questionado se a empreitada seria um gasto duplo, Selva respondeu que como trata-se de uma adutora de engate rápido, os tubos poderão ser comprados e recolhidos quando não estiveram em uso, de modo que o investimento seja reaproveitado em caso de novo evento de emergência. O Ceará e o Rio Grande do Norte já usam esse tipo de tecnologia.

Previsões desanimam

As previsões climáticas não dão trégua para a Região do Agreste. De acordo com a meteorologista da Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), Edivânia Santos, o prognóstico de chuvas para os meses de março, abril, maio e junho estão abaixo da média, quando deve chover o equivalente a 388 milímetros (mm). O motivo? “Estamos em uma evolução do El Niño. Essa fase inibe a precipitação na região semiárida, fazendo com que a chuva não chegue com boa qualidade no local”, observou.

Em função dessa estiagem prolongada, há setores produtivos que ainda sofrem na região, como é o caso dos pecuaristas. De acordo com Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro), em novembro de 2011, havia 2,5 milhões de gados de leite no Estado. Dois anos depois, esse quantitativo caiu para 1,8 milhão e, praticamente, se manteve até hoje.

Na Região Metropolitana do Recife (RMR), no entanto, a perspectiva de precipitações é boa. Nos meses de abril, maio, junho e julho, a esperança é de que chova em média 890 mm. “O panorama é diferente porque acaba chovendo nos locais mais próximos do oceano. Os regimes em questão são bem diferentes, sobretudo, por conta do relevo”, detalhou a meteorologista. Por aqui, a fase úmida, quando se espera que chova nas barragens, começa em abril e termina em julho.


Aprovados no Sisu serão conhecidos nesta 2ª feira

Centro de Ciências da Sapude é um dos prédios da UFPE onde os feras aprovados em medicina vão estudar. Foto: Passarinho / Ascom UFPE

A semana começa com expectativa para os candidatos que se inscreveram no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação. Os 205.514 aprovados serão conhecidos nesta segunda-feira. O MEC não informou o horário que o resultado será liberado, mas adiantou que deve ser no período da manhã.

Para saber se foi aprovado, o participante deve informar a senha e o número de inscrição no Enem. Em Pernambuco são oferecidas 11.525 vagas no Sisu, distribuídas na UFPE, UFRPE, Univasf, IFPE e IF do Sertão.

Aqueles que não conquistarem vaga poderão se inscrever na lista de espera, que servirá para as instituições fazerem os remanejamentos. O período para cadastramento será de segunda-feira até 6 de fevereiro.

Vale lembrar que o estudante só pode efetuar a inscrição no curso que colocou como primeira opção no sistema. Caso ele tenha sido aprovado na graduação que assinalou como segunda opção, mas queira concorrer à primeira opção, deverá se inscrever.

Segundo cronograma, a partir de 11 de fevereiro caberá às instituições divulgarem a lista de candidatos aptos a concorrem às vagas ociosas. Cada universidade definirá em qual data essa relação de estudantes será liberada.

Na UFPE, conforme edital disponível na página www.ufpe.br, a convocação sairá dia 20 de fevereiro. Na UFRPE, a previsão é de que seja apresentada mais cedo, no dia 11 ou 12 de fevereiro.

“Vamos convocar uma quantidade de candidatos de três a cinco vezes maior que o número de vagas disponíveis para mostrarem documentação e confirmarem que querem participar do remanejamento. A ideia é ter um cadastro reserva. Chamaremos os novos classificados à medida que as vagas surgirem”, explica a pró-reitora acadêmica da UFPE, Ana Cabral. O primeiro remanejamento será em 3 de março.

Na UFRPE, de acordo com a diretora de Registro e Controle Acadêmico, Ana Cristina Lemos, o calendário ainda não foi fechado, o que deve acontecer na próxima semana.

“Assim que o MEC nos liberar a lista de espera, dia 11, pretendemos soltar a relação dos inscritos e dos classificados (remanejados). As matrículas deverão ser logo após o Carnaval”, destaca Ana Cristina.


Receita libera esta semana consulta a lote do IR retido na malha fina

 / Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A consulta ao primeiro lote residual de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2014 liberadas da malha fina será divulgado esta semana, conforme informações da Receita Federal. Os valores, normalmente pagos a cada dia 15, desta vez serão liberados até o fim de janeiro. O montante do lote depende das disponibilidades do Tesouro Nacional, que corrige o dinheiro pela taxa básica de juros (Selic).

Anualmente, a Receita libera sete lotes regulares de restituições – o primeiro em junho e o último em dezembro. Nos meses seguintes, à medida que as declarações retidas em malha são corrigidas pelos contribuintes, são liberados lotes residuais, normalmente a partir de janeiro.

Em dezembro, a Receita Federal informou que 937.939 declarações estavam retidas em malha. São 740.760 com imposto a restituir, 174.301, com imposto a pagar e 22.878 sem imposto a pagar ou a restituir.

Os contribuintes nesta situação devem acessar o extrato da declaração para identificar os motivos que o levaram à malha fina e fazer as devidas correções para ter a situação resolvida. O documento fica disponível no e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

De acordo com o Fisco, o maior motivo de retenção em malha foi omissão de rendimentos, presente em 52% dos casos. Em segundo lugar, aparecem despesas médicas, respondendo por 20% das retenções. Depois, com 10%, a ausência de Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf), que ocorre quando a pessoa física declara um valor, mas o patrão não apresenta a declaração ou faltam informações no documento.

Pelas normas da Receita, a restituição fica disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate neste prazo, deverá requerer a restituição pela internet, usando formulário eletrônico  Pedido de Pagamento de Restituição ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da Dirpf.

A consulta aos lotes de restituição é disponibilizada na página da Receita na internet. No endereço é possível, inclusive, consultar lotes de anos anteriores. A consulta pode ser feita também por meio de tablets e smartphones, com os sistemas iOS (Apple) ou Android.