Ângelo Ferreira visita obras da estrada de Rio da Barra

Angelo_RioBarra

O deputado estadual Ângelo Ferreira esteve neste sábado (28), no distrito de Rio da Barra, em Sertânia acompanhado do vereador Washington Passos para verificar as obras da estrada que liga Pedro Zumba a Waldermar Siqueira, conhecida por estrada de Rio da Barra.

Os trabalhos de terraplanagem no trecho de 8,7 quilômetros estão avançados, já passando pela sede do distrito.

As obras foram retomadas em janeiro com a assinatura da ordem de serviço pelo governador Paulo Câmara.


Casa do Estudante de Sertânia está abandonada, denunciam residentes


Os estudantes de Sertânia que estudam no Recife também estão sofrendo com o abandono da administração Guga Lins. O site Tribuna do Moxotó publicou denúncia dos residentes da Casa do Estudante de Sertânia localizada na capital pernambucana. Segunda a postagem, a Casa vive hoje esquecida. “A casa hoje se encontra suja, com o teto e parede estragada, além de alguns móveis velhos servindo para colocar entulhos em cima deles, enfim, o prédio é o retrato do abandono. O prefeito Gustavo Lins prometeu que faria uma reforma, isso desde o inicio de sua gestão e até hoje nada”, afirmou um dos residentes.

Outro estudante relatou que o que mais nos entristece é está longe da família, do aconchego do nosso lar e ainda ter que passar por tal situação. “Não é armação, o fato é grave e merece atenção!”, concluiu o estudante. Os denunciantes pediram para não serem identificados com medo de represálias.

Essa não é a primeira vez que os estudantes denunciam as precárias condições do local. Os registros fotográficos são as provas da triste situação de do abandono que vive hoje uma casa que já abrigou diversos estudantes vitoriosos de Sertânia.

CasaEstudante_04

CasaEstudante_06

 

CasaEstudante_02

Informações: Tribuna do Moxotó

 

 


Sertânia: erro na inscrição pode deixar Paixão do Sertão sem patrocínio da Fundarpe

Projeto Paixão do Sertão foi inscrito em categoria que não existe no edital e pode ficar sem apoio da Fumdarpe

O Governo do Estado de Pernambuco, através da Secult-PE e Fundarpe, divulgou o resultado da primeira fase (análise preliminar) do 7º Edital Pernambuco de Todas as Paixões, que, neste ano, destinará até R$ 460 mil para a realização de espetáculos cênicos que retratam aspectos da vida de Jesus Cristo com encenações durante a Semana Santa. Um total de 28 propostas, oriundas de várias regiões do Estado, foram protocoladas. Destas, 16 foram habilitadas e seguem no processo de seleção.

Infelizmente, entre as que não conseguiram habilitação segundo a Fundarpe, está  a Associação Cultural de Sertânia, com o “Acordes Paixão do Sertão 2015”, o motivo foi a inscrição do projeto em categoria não existente no edital.

Dentre as habilitadas, algumas sertanejas. A Associação e Movimento Comunitário Aliança, coordenado pelo ator Humberto Guerra conseguiu emplacar mais um ano de apoio ao espetáculo “O Cristo da Paixão – ano VI, em Custódia.

Em Floresta, a Caroá e CIA encenará a VI Paixão de Cristo “Prova de Amor”. Em Petrolina o GUTERIMA – Grupo de Teatro Imaginativo encenará A Crucificação. E em Orobó, a Associação Recreativa Cultural Adrenalina encenará “Paixão de Cristo – Um espetáculo de Fé”.

Há ainda os que têm tradição em apresentar a Paixão de Cristo mas sequer enviaram projetos. Há anos, o espetáculo Paixão de Cristo Paixão de Todos é encenado em Afogados da Ingazeira, mas a coordenação não criou sequer CNPJ para captar recursos do Estado para sua interpretação. Ficam dependendo de incentivo privado e prefeitura.

Recurso
O proponente poderá recorrer do resultado da Análise Preliminar, através do preenchimento do Formulário de Recurso (Anexo IV), que deverá ser assinado pelo responsável legal da Pessoa Jurídica, entregue na sede da Secult-PE/Fundarpe ou enviado ao e-mail: artescenicas@secult.pe.gov.br. Os recursos serão julgados no período de 2 a 6 de março. O resultado final será divulgado até o dia 23 de março.

Informações: Fundarpe e custodia-pe.blogspot.com.br


Casa do radialista Anchieta Santos é alvejada de balas em Afogados da Ingazeira

20150301_082637

O radialista Anchieta Santos teve sua casa crivada de tiros durante a madrugada deste domingo (01/03), em Afogados da Ingazeira. Segundo as informações preliminares, desconhecidos abriram fogo contra a porta frontal.

Foram vários disparos, sendo que pelo menos cinco deles atingiram o portão de acesso à residência. Por ser de alumínio, a porta ficou com perfurações, o que deixa claro que os autores dos disparos buscavam atingir o radialista e sua família, pois os projéteis atravessaram a porta, perfurando as paredes do interior da residência, ficando os fragmentos das balas espalhados na sala. Felizmente o radialista e seus familiares saíram ilesos.

 A Polícia Militar fez incursões no sentido de localizar e prender os imputados, porém sem êxito. O caso está sendo investigado.

Informações: Blog do Itamar


Moradores do Sertão e do Agreste vivem em guerra por água

Em Itapetim, o mato invadiu a barragem esturricada pela seca / Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Sem alvoroço, os baldes vão sendo enfileirados. Um atrás do outro num silêncio tão incômodo quanto enganador. Confusão já houve muita. Ainda há. Já teve caso de ser preciso chamar a polícia para apartar a briga. Mas no começo daquela manhã de quarta-feira, a fila está comportada. As pessoas mal se falam. Vão chegando e esperando. Encostam suas vasilhas numa coreografia quase robotizada. É hora da humilhação de todo dia. De tentar juntar um resto de dignidade no balde vazio. Dessa vez, a caixa-d’água instalada na Rua Paulino Soares, em Itapetim, no Sertão do Estado, foi premiada. O moço do carro-pipa resolveu encher o reservatório todo. Coisa rara. Geralmente, abastecem só até a metade e vão embora. Talvez, por isso, o silêncio enganador. Naquele dia, de breve fartura, os baldes aguardavam pacientemente a sua vez.

Na Avenida Antônio Paes de Lira, no Alto da Boa Vista, município de Pedra, num Agreste tão seco e esturricado quanto o Sertão, não há calmaria. Nem aparente. Baldes nervosos, desesperados até, disputam instantes preciosos embaixo da torneira. Naquela manhã, completavam nove dias que a caixa-d’água instalada no meio da rua estava vazia. Nem uma gota d’água. No dia anterior, a dona de casa Silene Clemente da Silva, 39 anos, havia gasto os únicos R$ 40 que tinha para comprar água para os quatro filhos. Deixou vazio o botijão de gás para matar a sede. “Agora vou fazer o que para cozinhar?”, perguntava-se, entre uma e outra lata d’água na cabeça. Silene vive num regime de exceção. São mais de 100 mil pernambucanos que, iguais a ela, tiveram confiscado o direito a água encanada, pingando da torneira. Num Estado devastado pela seca, o Jornal do Commercio percorreu as oito cidades do Agreste e do Sertão que hoje dependem, exclusivamente, do carro-pipa para garantir a sobrevivência diária. No carimbo oficial, são os chamados “municípios em colapso”. Na vida real, uma nação em guerra por água.

Após três anos de estiagem, não é mais a vaca morta na estrada que impressiona. A maior parte do rebanho já havia sido dizimada em 2012, primeiro ano em que a chuva deixou de cair em Pernambuco. Lá atrás, o gado esquálido, abandonado para morrer à míngua, era uma imagem recorrente. E o homem do campo, com a colheita e os bichos perdidos, o mais sofredor. Agora é diferente. Já entrando no quarto ano de seca prolongada, as barragens deixaram de alimentar as torneiras das casas e nivelaram sítio e cidade numa mesma desolação. Muitas secaram completamente. Outras, como a de Jucazinho, localizada em Surubim, e que abastece cidades do Agreste, estão em nível crítico. Sem espaço para armazenar água, os moradores da área urbana sofrem até mais. Madrugam com baldes nas mãos à espera de um pouco de alento. Espreitam a sorte de ter água para lavar a roupa, a casa, os pratos. Tomar banho nem que seja uma vez só.

No Agreste, a reportagem visitou as cidades de Pedra, Venturosa, Poção, Jataúba e Alagoinha. Pelos caminhos do Sertão, andou por Itapetim, Brejinho e Triunfo. Foram 1.500 quilômetros para testemunhar o desespero diário pela água. A seca fez a desigualdade ficar ainda mais desigual: quem ainda tem dinheiro para comprar água vai enfrentando como pode. E quem não tem? A aposentada Sebastiana Gorete da Silva, 61, moradora de Alagoinha, já deixou de comprar comida para garantir água para a família. “Tenho seis filhos, cinco netos, criança ainda de colo em casa. A gente tem que escolher. Diminuir a feira, para sobrar algum dinheiro e poder limpar a casa e tomar banho”, conta. Não se gasta pouco. Dependendo do município, um carro-pipa, com sete mil litros, chega a custar R$ 200. O botijão com mil litros, R$ 20.

A saída encontrada pelo governo para matar a sede da população foi espalhar caixas-d’água pelas ruas das cidades. Em todas elas, os reservatórios azuis são a única fonte de quem não tem como pagar pela água que consome. Quando as caixas são abastecidas, não se sabe ao certo dia ou hora, crianças, adultos e velhos disputam balde a balde um pouco de esperança para levar para casa. No município de Pedra, João Guilherme mal consegue ficar em pé. Tem apenas 7 anos, mas já se incorporou ao exército sedento por água. Vai torto, balde para um lado, equilíbrio para o outro, carregando uma vasilha quase maior do que ele. A mãe, grávida de quatro meses, em nada pode ajudá-lo. O menino vai uma vez, vai outra. Consegue juntar pouco, mas é melhor do que nada. Em Itapetim, Maria do Socorro de Souza tem 75 anos e o corpo machucado pela vida. Vai carregar água escondida do filho. “Se ele souber que eu puxei esses baldes, reclama comigo. Mais tarde, vou ter que tomar remédio para dormir porque os ossos doem muito. Mas não tem outro jeito. Não tenho como comprar”, diz, resignada.

Quando a ajuda do governo não chega, o jeito é apelar para o céu. Na zona rural de Jataúba, Maria das Graças Teixeira, 38, tem uma cisterna no quintal. Mas o reservatório está praticamente vazio há um ano. A dona de casa, mãe de quatro filhos, correu atrás do Exército para conseguir um carro-pipa. Tentou uma vez, duas, três. Deixou pra lá. Vai se virando com o trocado do Bolsa Família. Mais sede do que vida. Ela nunca soube o que é água na torneira. “O que é isso? A gente aqui não tem direito a esses luxos, não, moça.” Sentada na cadeira de balanço, Maria das Graças espera por uma chuva que teima em não cair. “Tô esperando que Deus abra as portas do céu.”

Do Jornal do Commercio


Zé Lezin volta à Sertânia com novo espetáculo

O humorista Zé Lezin esta de volta a Sertânia com o seu mais novo espetáculo, que será apresentado no dia 25 de março,  a partir das 19h na Casa de Shows Marajoara.

Além de histórias 'estrambólicas e cabeludas' que contará em seu novo show, o humorista vai reeditar as piadas que o consagraram.

Os ingressos estão sendo vendidos na Clinica do Celular e no Avenida Hotel. Na compra de um ingresso, você concorre ao sorteio de um bode.

A promoção do espetáculo é de Beon Comunicações e Eventos. Informações 087- 9656-4035.


Sertânia: população denuncia mais obras paradas

 

Moradores dos sítios Caroá e Várzea Velha denunciaram obras paralisadas da administração Guga Lins. Segundo a denúncia, publicada no site Tribuna do Moxotó, os trabalhos de construção de quadras cobertas nas referidas localidades estão paralisados há mais de 60 dias.

Segundo a publicação, a empresa responsável não deixou débito nas localidades, mas teve que demitir os funcionários da região, e que só retornaria os serviços quando o prefeito efetuasse todos os pagamentos atrasados. A obra faz parte de um convênio com o governo federal, mas o administrador do contrato é a prefeitura municipal, e está orçada em 1.016.187,08 (Um milhão, dezesseis mil, cento e oitenta e sete reais e oito centavos).

A atual administração municipal é responsável por uma extensa lista de obras atrasadas e paralisadas, entes elas estão a creche do Alto Céu, as Academias de Saúde do Alto do Rio Branco, Cruzeiro do Nordeste e Albuquerque Né, reforma do Hospital Maria Alice Gomes Lafayette, sistema de abastecimento de água do sítio Campos.

Atualmente algumas ruas estão sendo calçadas em Sertânia, mas graças a governo de Pernambuco, através do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal – FEM


Mais dois reajustes vão chegar na sua conta de energia

O consumidor ainda nem digeriu o aumento da conta de luz de janeiro e março vai chegar com mais dois reajustes na tarifa. Ontem, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o aumento do preço da bandeira vermelha que será de R$ 5,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A bandeira vermelha é um mecanismo que repassa a alta do preço da energia para o consumidor já no mês seguinte. Ela começou a ser cobrada em janeiro último, gerando um adicional de R$ 3 para cada 100 kWh consumidos. Além da bandeira, a Aneel definiu um percentual que será cobrado sobre a conta de todos os brasileiros, de acordo com a distribuidora. No caso dos pernambucanos, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) vai aplicar um reajuste médio de 2,2% na conta de todos os seus clientes.

Esse segundo aumento foi chamado de Revisão Tarifária Extraordinária (RTE). Ambos os reajustes (o da bandeira e o da RTE) passam a valer a partir da segunda-feira. E, no dia 29 de abril, entrará em vigor o reajuste anual da Celpe. O percentual da RTE da Celpe foi o menor entre as 58 concessionárias que vão aplicar a RTE. O maior foi o da distribuidora AES Sul que ficou em 39,5% e será cobrado dos consumidores do Centro-Oeste do Rio Grande do Sul.

O aumento da bandeira vermelha ocorreu porque o custo da produção da energia está alto e as hidrelétricas – que são as que produzem a energia mais barata – estão com pouca água nos reservatórios. Já o aumento da RTE foi realizado para bancar basicamente duas despesas da conta de energia, segundo a Aneel. São elas: a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), um encargo cobrado para compensar a energia produzida pelas térmicas e a energia produzida por Itaipu.

A conta da CDE saiu de R$ 1,7 bilhão em 2014 para R$ 22,06 bilhões em 2015, enquanto a energia produzida por Itaipu teve um reajuste de 46% este ano. A produção de Itaipu chega a representar 20% do total vendido pelas distribuidoras do Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

As distribuidoras do Nordeste, como a Celpe, tiveram percentuais de RTE mais baixos porque não são obrigadas a comprar a energia de Itaipu e têm uma quota menor da CDE no cálculo das suas tarifas. A quota da CDE cobrada nos Estados do Sudeste é 4,5 vezes maior do que a cobrada aos consumidores nordestinos.


PT-PE decide pela expulsão de prefeitos infiéis

Quatro meses após as eleições de outubro passado, o Partido dos Trabalhadores comunicou a punição a quatro prefeitos que não seguiram a orientação do partido e apoiaram candidatos adversários.

Em nota, a sigla informou que os prefeitos de Machados, Agemiro Pimental; Ibirajuba, Sandro Arantes; Orocó, Reginaldo Crateú; e de Jatobá, Robson Leandro, foram expulsos do PT, por infidelidade partidária.

A decisão foi tomada durante reunião do Diretório Estadual do PT de Pernambuco, na qul também foi feita uma advertência ao prefeito Marivaldo Santos, de Jaqueira, por descumprir parcialmente as determinações do partido para as eleições de 2014.

“A expulsão foi realizada em um minucioso processo, no qual foram observados todos os trâmites do Estatuto do PT. Os mandatários foram punidos por não acompanharem a decisão democrática da tática eleitoral do PT nas eleições de 2014”, explica a nota, lembrando que a sigla apoiou a candidatura de Armando Monteiro (PTB) para Governador do Estado, de João Paulo (PT) como candidato ao Senador e da presidenta Dilma Rousseff para reeleição.

“Outros processos de indisciplina partidária que envolvem dirigentes, lideranças e vereadores estão em análise na Comissão de Ética do partido”, finaliza a nota.


Itep abre 50 vagas em concurso para professor temporário

 / Foto: Itep/ Divulgação

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) publicou edital para provimento de vagas nos cargos de professores temporários. O processo seletivo é simplificado e os classificados irão atuar cursos técnicos de nível médio nos Centros Tecnológicos de Pernambuco, localizados nos municípios de Olinda, Caruaru, Garanhuns, Serra Talhada e Araripina. As inscrições estão disponíveis desde a última quarta-feira (25) e seguem até  as 22h do dia 18 de março deste ano, exclusivamente por meio do site do Itep

Ao todo são disponibilizadas 50 vagas nos diversos centros e também haverá formação de cadastro de reserva. Outras informações como lista completa de vagas, áreas temáticas, carga horária e requisitos mínimos podem ser encontradas no site do Itep.

Para participar, os docentes devem preencher o requerimento de inscrição online, onde informarão, obrigatoriamente, os números dos documentos de identidade, CPF, endereço completo, e-mail para contato, a titulação e a experiência profissional. E se for o caso identificar a condição de deficiente.

Depois que a inscrição for confirmada, o candidato deverá encaminhar documentação comprobatória exposta no no item 2.4 do edital. O material precisa estar em formato pdf e deve ser enviado para o e-mail uept@itep.br, até às 22h do dia 18 de março. A confirmação de recebimento será enviada para o endereço eletrônico informado em até 48 horas.

Entre os documentos solicitados constam currículo Lattes, cópia dos principais títulos (certificados de conclusão de: curso técnico; diplomas de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado), diploma de conclusão de curso superior, devidamente revalidado por Instituição de Ensino Superior do Brasil reconhecida pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), no caso de ser estrangeiro; e cópia de certificados de participação em cursos, seminários, conferências e congressos na área da educação e áreas afins com carga horária mínima de 40 horas.

O processo terá três fases: prova de títulos de caráter eliminatório e classificatório,  entrevista de caráter eliminatório e classificatório  e prova didática, pública, com entrega do Plano de Aula, também de caráter eliminatório e classificatório.

A prova de títulos está prevista para acontecer entre os dias 19 a 30 de março. O resultado preliminar será publicado até o dia 30 de março. As datas específicas para cada Centro, seus horários e locais de realização das provas didáticas e entrevistas serão divulgados no site do Itep no dia 6 de abril.  Já as provas didáticas e entrevistas acontecerão no período de 9 a 24 de abril.

O resultado final da seleção será publicado no dia 1º de maio. A remuneração é regida pelos critérios de pagamento estabelecidos na Instrução Normativa nº 20 (IN nº 20). A hora/aula varia de R$ 20,60 para o técnico de nível médio, R$ 25,75 para o graduado, R$ 30,90 para o especialista, R$ 36,05 para o mestre e R$ 46,35 para o doutor.


Neno e Zezo em Monteiro


Polícia prende três suspeitos da chacina em Poção que vitimou três conselheiros tutelares

A Polícia Civil e a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco anunciaram, na tarde deste sábado (28), que prenderam nesta sexta-feira (27) dois suspeitos de mandar executar a chacina ocorrida em 6 de fevereiro, no município de Poção, no Agreste do Estado. No crime, morreram quatro pessoas, entre elas três conselheiros tutelares da cidade.

Sem dar detalhes das circunstâncias da captura, a polícia cumpriu dois mandados de prisão temporária (com validade de 30 dias) e deteve Bernadete de Lourdes Britto Siqueira Rocha, 52 anos, e seu filho José Cláudio de Britto Siqueira Filho, 32 anos. Os dois são naturais de Arcoverde, no Sertão, e seriam avó e pai de uma criança que teria sido resgatada pelos conselheiros e a avó materna, horas antes do crime. Também foi preso um suspeito de ter executado as vítimas, mas a polícia não divulgou seu nome.

A nota divulgada pela polícia diz ainda que só ao final das investigações será dada uma coletiva à imprensa sobre o caso. A investigação corre sob sigilo por determinação da chefia de Polícia Civil. Como ainda há suspeitos à solta, também não foram dados mais detalhes sobre as circunstâncias das prisões já efetuadas.

A chacina ocorreu em Poção, após os três conselheiros e a avó materna da criança, Ana Rita Venâncio, terem ido até Arcoverde buscá-la em cumprimento de uma decisão judicial. A avó tinha conseguido, na Justiça, retirar do pai da criança a guarda. Os conselheiros assassinados, Lindenberg Vasconcelos, Daniel Farias e Carmem Lúcia da Silva, foram dar suporte à mulher. Surpreendidos quando voltavam para casa, os quatro foram assassinados a tiros. Protegida pela avó, dentro do Fiat Uno em que estavam, a criança sobreviveu.

Filho de Lindeberg Vasconcelos, o auxiliar de engenharia Lindenberg Nóbrega, 24 anos, disse que a família optou por não se pronunciar até o encerramento do caso. Os familiares das demais vítimas não foram locailzados para comentar as prisões


Éricka, parabéns!

Foi com grande satisfação e orgulho que recebi, na última terça-feira (24), a notícia de que a minha sobrinha Éricka Cristina Barbosa de Albuquerque Maciel foi aprovada no exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Não acompanhei de tão perto a dedicação da, agora, advogada Éricka Cristina, mas nos momentos que estive ao seu lado, presenciei seu esforço, as horas e horas de estudo… Mas, a recompensa veio, e com justiça.

A vitória não é só de Éricka, mas de toda a família, em especial de sua mãe, Yoná Cristina, e de sua avó, a guerreira Inácia Barbosa de Albuquerque, que não mediram esforços para que esse sonho se tornasse realidade. Afinal, como Raul Seixas já dizia, “um sonho que se sonha só é apenas um sonho. Mas, um sonho que se sonha junto é realidade”.

Lembre-se sempre que “nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer” (Mahatma Gandhi). Tenho a certeza que outras batalhas, outros desafios, e consequentemente, outras vitórias farão parte da sua jornada.

Parabéns!


Asfora prevê vitória da OAB-PE contra Uchoa

O secretário de Juventude da PCR, Jayme Asfora (PMDB), relatou que não vê a possibilidade da Ordem de Advogados do Brasil – Seccional Pernambuco (OAB-PE) perder a ação contra o deputado Guilherme Uchoa (PDT). O órgão jurídico entrou com um processo contra a reeleição do pedetista à Presidência da Assembleia Legislativa do Estado (Alepe).

“O fato é que a alternância de poder é uma qualidade da democracia, e no caso do direito positivo mesmo, a Emenda 33 de 2011 (da Legislação Estadual), é muito clara. Eu não consigo vislumbrar nem, como se diz, uma fumaça de bom direito do outro lado. Enfim, mas isso que a gente tem posto, e a OAB tem cumprindo um papel coerente”, afirmou Asfora, em entrevista à Rádio Folha FM, 96,7, nesta quinta-feira (26).

O peemedebista também fez duras críticas aos líderes nacionais do seu partido. Ele disse que não se sente representado pela cúpula da legenda.

“Eu se fosse deputado federal não tinha votado em Eduardo Cunha (como presidente da Câmara). Não posso falar de ninguém, posso falar por mim. O PMDB é uma federação de partidos como outros. Eu não me sinto identificado que ninguém que está nesse programa hoje. Eu faço política com base de princípios completamente diferentes”, disparou.

“Eu não posso ser a favor de um cara que como primeiro ato aumenta o auxilio moradia, a cota para passagens aéreas, a verba indenizatória, incluindo a imoralidade absurda de permitir o retrocesso que tinha acabado em 2009 de mulher de deputado de viajar de avião de graça com dinheiro público. Isso é uma coisa asquerosa. É apostar muito na impunidade”, completou Asfora, em relação aos novos pacotes de benefícios aos deputados federais, que foram aprovados na Câmara nessa quarta (26).

Informações: Blog da Folha


Crise: Governo suspende programa Minha Casa Melhor

Com problemas de falta de recursos, o governo federal decidiu suspender o programa Minha Casa Melhor, linha de crédito especial para os beneficiários do Minha Casa, Minha Vida adquirirem móveis, eletrodomésticos e eletrônicos a taxas de juros subsidiadas.

Para operar o programa, a Caixa Econômica Federal recebeu do governo uma capitalização de R$ 8 bilhões em junho de 2013. Do valor total, R$ 3 bilhões foram direcionados para os financiamentos do programa – o restante foi usado em outra operação.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a Caixa desembolsou até o fim do ano passado mais do que esses R$ 3 bilhões. Até dezembro, 18 meses após o lançamento do programa, 640 mil famílias tinham recebido os cartões do Minha Casa Melhor. Foram oferecidos R$ 3,2 bilhões – dos quais R$ 2,4 bilhões foram realmente contratados.

“Novas contratações do Minha Casa Melhor estão sendo discutidas no âmbito da terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida”, informou, em nota, a Caixa. “Os cartões referentes a contratos já realizados continuam operando normalmente”.

Pelo canal oficial de comunicação que mantém com os beneficiários do programa, a atendente da Caixa afirmou que o Minha Casa Melhor está suspenso desde o dia 20 deste mês. “A Caixa está reavaliando o programa antes de realizar novas contratações no Brasil inteiro”, afirmou a atendente, que não quis se identificar.

No lançamento do programa, o governo divulgou que a expectativa era de que 3,7 milhões de famílias fossem beneficiadas, em um total de R$ 18,7 bilhões. O Minha Casa Melhor oferece crédito a juros mais baixos que os praticados no mercado para as famílias atendidas pelo programa Minha Casa Minha Vida comprarem 14 tipos de eletrodomésticos e móveis. Os juros são de 5% ao ano contra 16,5% que são cobrados pelo mercado para financiar esses produtos.

O presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro, lamentou o “congelamento” do programa por ter certeza que a medida terá impacto no setor varejista. “O Brasil está diante do desafio de fazer funcionar esse novo modelo econômico imposto pelo ministro Joaquim Levy “, afirmou.

A CNDL, que representa 1,2 milhão de lojistas, estima que o programa injetou R$ 1,4 bilhão no setor no ano passado. De acordo com o governo, desde o lançamento do programa, os donos dos imóveis do Minha Casa, Minha Vida compraram TV digital, computador, geladeira, fogão e móveis, entre outros produtos, em 28 mil lojas espalhadas pelo País.

Ao entregar os imóveis do conjunto em Feira de Santana (BA), a presidente Dilma Rousseff assegurou a continuidade do programa de habitação popular. Segundo ela, a terceira fase será lançada em março, com a meta de contratar mais 3 milhões de moradias.

Depois de dizer que faz ajustes fiscais “como uma mãe, uma dona de casa faz na casa”, a presidente garantiu que o governo não paralisaria programas sociais, como o Minha Casa, Minha Vida. Ela não citou, porém, o Minha Casa Melhor. A cerimônia foi planejada para ser a primeira parada em um roteiro de viagens que a presidente planeja fazer para recuperar sua popularidade.