Bom Carnaval!!!!

Dom_Helder


Em Sertânia, bancos fecham hoje e só reabrem na quinta-feira

O último dia de funcionamento normal dos bancos antes do feriado de carnaval é hoje (5). Na maioria das cidades as agências bancárias estarão fechadas para atendimento ao público na segunda-feira (08) e na terça-feira (09) de carnaval. Na Quarta-feira de Cinzas (10), os bancos abrirão às 12h. Em Sertânia devido ao feriado municipal decretado pela prefeitura do município, as agências vão reabrir na quinta-feira (11), junto com os demais órgãos públicos.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informa que a população pode usar os canais eletrônicos para o pagamento das contas.

Os consumidores também podem agendar o pagamento das contas com código de barras nos caixas eletrônicos, por internet banking e pelo atendimento telefônico do banco. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos via Débito Direto Autorizado (DDA).


Vírus zika pode ser transmitido pelo beijo

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) acaba de divulgar que constatou a presença de vírus Zika, com potencial de provocar infecção, em amostras de saliva e de urina. Segundo a entidade, agora, essas novas formas de transmissão serão mais estudadas.

“Essa comprovação tem um significado muito grande porque, até então, todas as evidências não significavam capacidade de infecção, muda o patamar e a forma que fazemos as pesquisa”, disse o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha. Em entrevista à imprensa, a Fiocruz disse que a evidência de transmissão pelas excreções “sugere a necessidade de investigar a relevância de transmissão via oral”.

Até então, a única via de transmissão do vírus, confirmada por autoridades sanitárias, é pela picada do mosquito Aedes aegypit.

Do Folha PE


Buíque: mais uma prefeitura terceiriza Carnaval e anuncia programação

Buique

Seguindo o exemplo de Sertânia, a prefeitura de Buíque jogou nas mãos de terceiros o título de realização do Carnaval 2016. Quem vai comandar a festa de momo na terra do Catimbau é o Bloco Sem por Cento Sem Vergonha, sob o comando do carnavalesco, blogueiro, fotografo e pré-candidato a vereador Adauto Nilo.

Assim como terra do bode, a prefeitura “não vai fazer” o Carnaval, mas vai dar apoio para a realização do evento. Muitos estão vendo esta decisão como manobra para se livrar da orientação do Ministério Público que recomendou evitar gastos com a folia caso tenha folha de pagamentos atrasados.

Numa mistura de ritmos  com atrações  Baianas e Pernambucanas, o carnaval 2016  em Buíque promete  acontecer com o mesmo formato de 2015, na Praça Major França, no Centro da cidade. Na abertura as bandas Vilões Elétrico, Renny e Galera, Evolugheto e Pegada.com

O domingo de Carnaval fica por conta de Santa Dose, Ho Sakode, Arrocha Eletrofank e Harry Estigado. Já a segunda de folia na cidade de Buíque será comandada pelas bandas Na Geral, Capim com Mel, Beleza Rara e Vizu. O último dia da festa de momo, a terça de Carnaval, fica por conta de Topado Elétrico, Pankada de Luxo e Banda SAS.

O evento tem alguns apoios, inclusive do prefeito Jonas Camelo (PSD), mas quem “vai fazer” é o bloco.

Os carnavais de Sertânia e Buíque estavam entre os melhores do interior pernambucano. Hoje, por falta de investimento das prefeituras, a Festa de Momo nos dois municípios estão à míngua.

Com informações: A Folha das Cidades


MPPE vai abrir investigação criminal contra Pedro Eurico

O procurador-Geral de Justiça, Carlos Guerra, anunciou nesta quinta-feira (4) que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vai abrir um procedimento investigativo de ordem criminal para analisar as declarações do secretário de Justiça, Pedro Eurico, de que manteria conversas com detentos do sistema prisional pernambucano por meio de telefones celulares.

 O processo será conduzido por Clênio Valença, da Sub-procuradoria Criminal, e deve começar por uma análise do documento entregue pela bancada de oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Segundo Carlos Guerra, não há como dizer agora se será necessário quebrar o sigilo telefônico de Pedro Eurico, como pede o líder da oposição, Silvio Costa Filho (PTB).

A denúncia oferecida ao MPPE afirma que as declarações do secretário ferem o Código Penal e a Lei de Execuções Penais. O procedimento interno não tem prazo para ser concluído. Uma cópia do áudio da reunião da Alepe em que Pedro Eurico fez as declarações polêmicas também foi anexada.

Durante a reunião, o deputado Edilson Silva (PSOL) também entregou a Carlos Guerra a representação da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Alepe que pede uma apuração sobre a conduta de Eurico e do secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, sobre o fato de o governo ter sido avisado das fugas ocorridas em dois presídios do Estado em janeiro e não ter conseguido evitá-las.

Ao JC, Pedro Eurico disse estar a disposição do Ministério Público para prestar quaisquer esclarecimentos. Ele disse estar absolutamente tranquilo com a medida porque todas as denúncias feitas ao MPPE devem ser investigadas e garantiu não ter nenhum envolvimento com atividades delituosas.

Do JC Online


Fiel da balança

Inaldo Sampaio publicou em sua coluna desta sexta (05), que o deputado estadual pelo PHS, o policial rodoviário federal Eduíno Brito  aparece bem em várias pesquisas como pré-candidato a prefeito de Arcoverde, sua terra, mas nunca externou essa pretensão.

Caso não seja candidato, tem condições de desempatar o jogo entre a prefeita Madalena Brito (PSB) e o deputado Zeca Cavalcanti (PTB).


Renan pediu verba para a campanha do filho

Em um dos seis inquéritos no STF (Supremo Tribunal Federal) que apuram seu envolvimento com a Lava Jato, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é investigado por ter solicitado ao dono da UTC, Ricardo Pessoa, R$ 1,5 milhão.

O dinheiro seria para financiar a campanha política de seu filho, Renan, ao governo de Alagoas. As doações foram repassadas ao diretório do PMDB em Alagoas.

O senador teria pedido a verba ao empresário em razão da contratação do consórcio para execução da obra da usina nuclear Angra 3. O caso foi apontado por Pessoa em delação premiada.

Pela contratação, disse o delator, a empreiteira deveria pagar R$ 30 milhões ao PMDB. Desse total, R$ 3 milhões foram divididos entre o senador Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros, para financiar as campanhas dos filhos dos dois senadores.

Segundo a Polícia Federal, as informações de Pessoa “podem consubstanciar os delitos de corrupção passiva e lavagem de dinheiro”.

Renan nega envolvimento com o esquema de corrupção.

O pedido do presidente do Senado teria ocorrido em um jantar no Hotel Emiliano (SP), de acordo com o empreiteiro. Pessoa entendeu que a demanda fazia parte da solicitação de R$ 30 milhões feita pelo senador Edison Lobão (PMDB-MA), que comandava o Ministério de Minas e Energia, para financiar o PMDB nas eleições de 2014.

A Polícia Federal diz que há suspeita de que doações eleitorais também mascararam desvios na Eletronuclear.

Do Portal G1


Máfia da merenda prova: honestidade tem cura

A mafia da merenda promoveu em São Paulo “uma verdadeira farra com o dinheiro público”, sustentam os delegados que investigam o descalabro. Acomodado no epicentro da folia, o tucanato se arrasta pela avenida sem um samba-enredo. Os tucanos suspeitos entoam as negaças usuais. E os dirigentes do PSDB se fingem de mortos. O silêncio potencializa o ruído segundo o qual o partido do governador Geraldo Alckmin exige honestidade sem praticá-la.

O PSDB acusa o PT de proteger corruptos. A exemplo do que fizera com o mensalão tucano de Minas e com o cartel paulista dos trens, o PT usa o roubo da merenda para afirmar que o protetor de corruptos é o PSDB. As últimas pesquisas sinalizaram que o eleitorado começa a dar razão às duas partes. O prestígio de Lula despenca. Mas nenhum tucano se tornou um presidenciável imbatível.

Noutros tempos, havia na política homens de bem e homens que se dão bem. Hoje, um olhar sobre a carceragem de Curitiba revela que há na praça uma terceira categoria: os homens que são flagrados com os bens. Ainda não há condenados em São Paulo. Mas as evidências exigem uma reação do tucanato. Nem que seja uma cara de nojo.

Por Josias de Souza

Se o assalto à Petrobras espanta pelo volume, o roubo da merenda assusta pela desfaçatez da corrupção miúda. Tirar alimento da boca das crianças é a prova que faltava: a honestidade tem cura.


Divulgado resultado final dos classificados para o PGM Musical

A Secretaria de Educação do Estado (SEE), por meio da equipe do Programa Ganhe o Mundo (PGM), divulgou nesta quarta-feira (03), o resultado final dos classificados para o intercâmbio da primeira edição do Programa Ganhe o Mundo Musical. Foram 10 selecionados para embarcar rumo ao Canadá, a partir de junho deste ano. Os selecionados participarão de um intensivo de inglês, a partir do próximo dia 19.

Veja aqui a lista dos selecionados para o intercâmbio do PGM Musical


Policiais civis suspendem greve até o dia 15

A greve da polícia civil, prevista para ser iniciada no sábado (6), está suspensa. A categoria realizou uma assembleia, na tarde desta quinta, e decidiu dar um “voto de confiança” ao governo e aguardar que ele cumpra o compromisso de enviar, até esta data, Projeto de Lei para reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) da classe à Assembleia Legislativa. Conforme o sindicato da categoria, o fato de a greve ter sido considerada ilegal, pela Justiça, não influenciou na decisão.

“Nossa preocupação foi com a população. Houve uma reação de medo por fazermos greve no Carnaval, então resolvemos monitorar a ação do governo até o dia 15, quando ele se compromete a enviar o projeto”, afirma o presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), Áureo Cisneiros.

O PL prevê alteração das faixas de progressão salarial de 1,5% para 2%,  Em 2015, foi assinado acordo entre as partes onde o Estado se comprometia a encaminhar a matéria à Assembleia Legislativa de Pernambuco no início da legislatura. “Houve descumprimento do acordo, o governo é que agiu ilegalmente. Esperamos que esse novo compromisso também não seja descumprido”, afirma Áureo.


Sexta-feira é dia da Macaxeira do Velhinho

Macaxeira

Criado em 2011 por professores e funcionários da Escola Técnica Arlindo Ferreira dos Santos, o bloco carnavalesco A Macaxeira do Velhinho vai marca presença nesta sexta-feira (05) de carnaval em Sertânia. A concentração será logo após o desfile do bloco dos Estudantes.

O professor Adelmo, que inspirou o nome do bloco será, mais uma vez, o responsável por preparar o famoso creme de macaxeira, um dos atrativos da agremiação.


Prefeitura de Solidão tem contas bloqueadas por falta de pagamento a advogado

As contas da Prefeitura de Solidão foram bloqueadas por determinação do Juiz Hildeberto Júnior da Rocha Silvestre, da comarca de Tabira, desde a segunda-feira, dia 01 de fevereiro. A informação é do Radar do Sertão.

As contas foram bloqueadas em função do não pagamento de RPV (Requisição de Pequeno Valor) devida ao advogado tabirense Paulo Barros Ramalho. O município foi intimado, desde Novembro de 2015, para pagar no prazo de 60 (sessenta dias) e não o fez.

RPV (Requisição de Pequeno Valor) é a forma como são pagos os débitos da fazenda Pública (união, estados, municípios), cujo seja até 30 (trinta) salários mínimos no caso dos municípios, 40 (quarenta) salários mínimos no caso dos estados e 60 (sessenta) salários mínimos no caso do Governo Federal.

Informações: Nill Junior


Sertânia: Câmara quer explicações sobre rombo no Instituto de Previdência

A Câmara de Vereadores de Sertânia aprovou requerimento do vereador Antônio Henrique (Fiapo), convocando a presidente do Instituto de Previdência de Sertânia –  IPSESE, para prestar esclarecimentos a respeito da situação financeira do Instituto.

A presidente do IPSESE tem quinze dias para comparecer a Casa José Severo de Melo para explicar o rombo de R$ 2 milhões, que esta fazendo o Instituto de Previdência de Sertânia se transformar num poço sem fundo.

Foto: Tribuna do Moxotó


Nilton Mota visita associação referência na produção de sementes

O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, aproveitou a passagem pelo Sertão pernambucano para conhecer o trabalho da Associação dos Produtores de Sementes do Cedro – APROSCEDRO, que é referência na  produção de sementes de sorgo, feijão, milho e coentro comercializadas em Pernambuco, Ceará e Alagoas.

A APROSCEDRO é a única associação de Pernambuco que possui o registro nacional de produção emitido pelo Ministério da Agricultura e também está certificada pela Embrapa para multiplicação de sementes das principais variedades de milho adaptadas ao semiárido.

Sob a coordenação de Vandileudo Ferreira, a produção segue em ritmo de expansão e de diversificação com o plantio de pimentão e goiaba. Iniciado na década de 80 em uma área de 6 hectares, hoje, o projeto abrange 650 hectares irrigados por meio de um avançado sistema de gotejamento.

” Para nós, é gratificante conhecer uma experiência exitosa que pode e deve servir como exemplo de pioneirismo, inovação e qualidade para agricultores pernambucanos e de outros estados”, pontuou o secretário de Agricultura, Nilton  Mota, que estava acompanhado do presidente do Ipa, Gabriel Maciel, e do diretor de Extensão, Álberico Rocha, durante a visita.


Associação entra com Ação Judicial contra aumento de 37,55% imposto pela GEAP

A Associação Nacional dos Servidores da Previdência e Seguridade Social, ANASPS, entrou com ação judicial em defesa dos seus associados e beneficiários do plano de saúde administrado pela GEAP (Autogestão em Saúde), a partir do Convênio por Adesão n° 001/2013, firmado entre a União e a GEAP, contra o aumento de 37,55% nas mensalidades e solicitando que se restrinja o reajuste da contribuição individual para o exercício de 2016 até o limite da média entre o índice máximo e mínimo estabelecido pelos planos de saúde coletivos comercializados, ou seja, 20%, até o trânsito em julgado da ação principal. A ANASPS pediu o redesenho do custeio para evitar a ruína da GEAP.

Na sua petição, a ANASPS sustentou que o reajuste de 37,55% na contribuição integral do plano de saúde autorizado pelo Conselho de Administração da requerida GEAP “implica, na verdade, no absurdoaumento que varia de 45,38% a 1.769,59% na contribuição individual de responsabilidade dos beneficiários, de acordo com a faixa etária e a renda, constituindo reajuste abusivo”.

Acrescenta que “ainda que o reajuste de 23,11% na participação da União Federal no custeio de assistência suplementar à saúde proposto por meio do Termo de Acordo n° 02/2015 seja efetivamente cumprido, o aumento na importância da parcela atribuída aos beneficiários com relação à contribuição individual do exercício anterior ainda representa 45,38% a 63,13%, constituindo ônus excessivo, muito acima do aplicado pela maioria dos planos privados, que elevou as mensalidades entre 17% e 23%”.

A ANASPS proclama que “muito embora os índices de reajuste anuais definidos pela Agência Nacional de Saúde sejam aplicados apenas aos contratos individuais, o reajuste nos convênios e contratos coletivos deve observar o princípio da boa-fé objetiva, que veda índices de reajuste desarrazoados, que onerem excessivamente os beneficiários, como no caso em apreço”.

A ANASPS lembra ainda que o desfalque financeiro apurado pelo estudo atuarial para o exercício de 2016, estimado em R$ 466 milhões, encontrando-se a GEAP sob direção fiscal (intervenção) da ANS, observa-se que o desequilíbrio decorre de irresponsabilidades perpetradas pelos dirigentes e principalmente por uma má administração derivada de “loteamento político”.

Para a ANASPS, mesmo que o reajuste tenha sido autorizado pelo CONAD da GEAP, não foi submetido à aprovação da unidade responsável do Sistema de Pessoal da Administração Pública, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, conforme determina o artigo 22 da Portaria Normativa n° 05/2010 do MPOG.

“A conclusão alcançada pela Agência Nacional de Saúde de verificação de anormalidades econômico-financeiras que apontam para uma enorme insuficiência de recursos, a qual registra-se não se acumula de um exercício para outro, em curto período de tempo, observa-se que há FORTES e SÉRIOS indícios de que a União Federal vem sendo omissa na supervisão do Convênio n° 01/2013 e na adoção das medidas de correção e responsabilidade”, argumenta a ANASPS na petição.