Sertânia cria ambulatório para tratamento do autismo e gagueira


Para melhor atender as crianças e adolescentes com autismo e gagueira em Sertânia, o Governo Municipal criou, por meio da Secretaria de Saúde, um ambulatório que atende de forma exclusiva esse público. O serviço está localizado no Centro de Saúde da Mulher e da Criança, no centro.

A iniciativa funciona desde janeiro e nasceu a partir de uma demanda identificada na rede de assistência do município. Um dos principais efeitos esperados é fazer com que seja ampliada as chances de um tratamento efetivo, por meio do atendimento de profissionais capacitados.  O grupo em questão dispõe de um serviço interprofissional, passando por terapia com psicólogo e fonoaudiólogo. Os atendimentos acontecem uma vez por semana.

No tratamento, a atuação da família é fundamental. E o ambulatório trabalha nesse sentido, realizando reuniões mensais, com intuito de detectar como é o ambiente ao qual o paciente está inserido, além de orientar os parentes a realizar os estímulos necessários para que a criança ou adolescente tenha uma melhor qualidade de vida. A ideia é que o tratamento não aconteça apenas durante as sessões, mais que seja estendido a todos os espaços que esse público tem acesso.

As pessoas que tem dúvidas sobre o autismo e gagueira podem procurar a Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF), mais próxima.  Sertânia conta com 10 unidades. Se o cidadão em questão for enquadrado em alguma das situações, ele será encaminhado para os serviços de referência na região.

Tantos os profissionais da saúde, quanto da educação, parceira da iniciativa, foram capacitados para identificar crianças e adolescentes com autismo ou gagueira.  O ambulatório faz parte da política de saúde da atual administração, que busca atender as necessidades prioritárias dos diversos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde).

Deixe uma resposta