Definições sobre campanha de rua ficarão a cargo de Estados e municípios

A realização de comícios e campanha de rua vai ficar a cargos dos prefeitos e prefeitas. Sobre o assunto o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Roberto Barroso, afirmou na sexta-feira, dia 07, que, diante da diversidade dos cenários da pandemia do COVID-19 no país, a questão será definida pelos Municípios, que são os responsáveis pelas regras de isolamento e distanciamento social. Com isso, a decisão se vai haver caminhadas, comícios ou outros eventos que aglomerem pessoas vai depender dos prefeitos de cada cidade. A decisões devem ser adotadas via decretos e podem já serem feitas com vistas as convenções partidárias que ocorrem a partir do dia 31 de agosto.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, disse também que o horário de votação das eleições municipais deste ano deve ser estendido em pelo menos uma hora, das 8h às 18h, em razão da pandemia de Covid-19.

“E nós estamos igualmente definindo, com base em cálculos estatísticos e demográficos, a conveniência, ou não, de recomendarmos, não seria vinculante, que cada grupo de faixa etária votasse em um determinado horário”, disse o ministro, em entrevista coletiva virtual.

Deixe uma resposta